Correio do Minho

Braga, quinta-feira

O Voluntário no Escutismo Católico (I)

O Estado da União

Escreve quem sabe

2014-03-14 às 06h00

Carlos Alberto Pereira

O Corpo Nacional de Escutas (CNE) - Escutismo Católico Português é, nos termos dos seus estatutos: “uma associação de juventude, sem fins lucrativos, destinada à formação integral de jovens, com base no método criado por Baden-Powell e no voluntariado dos seus membros” (artº 1º).
Desde sempre, o CNE tem tido a preocupação de conhecer os seus membros, não só quantitativamente, mas também em termos de caracterização social. É certo que anualmente procedemos à realização de um censo que nos cria uma imagem de quantos somos, aonde estamos, que tipo de atividades realizamos e que recursos mobilizamos, mas sentimos que “sabe a pouco”!
Com a vivência do Ano Europeu do Voluntariado (2011), impusemos a nós próprios a realização de um estudo sociológico, com o rigor científico, para a caracterização, motivação e valor económico do voluntário [adulto] no CNE1.
Contamos com a supervisão e coordenação da Professora Doutora Boguslawa Sardinha, economista e professora da Escola Superior de Ciências Empresariais, do Instituto Politécnico de Setúbal e com a sua doutoranda Drª Olga Cunha, que no âmbito do seu doutoramento desenvolveu esse estudo.
Dos 13.760 adultos recenseados a 1 de janeiro de 2012, quatro mil receberam um destes inquérito e, 1.073 responderam ao mesmo, correspondendo a 28% dos inquéritos distribuídos e a 8% dos adultos voluntários do CNE, este universo de respostas cobre todo o território nacional - continente e ilhas.
Neste estudo, das características demográficas visadas, resultaram os seguintes dados:
Sexo2: 59% são do sexo masculino e 41% do feminino;
Idade3: menos de 30 anos - 30,6%, de 30 a 39 anos - 28,6%, de 40 a 49 anos - 28,7% e mais de 50 anos - 12,2%;
Número de filhos4: sem filhos - 43,6%, com 1 filho - 22,6%, com 2 filhos - 26,8%, com 3 filhos - 5,7% e com mais de 3 filhos - 1,3%;
Vive com ascendentes: não - 79,0% e sim - 21,0%.
Já as características socioeconómicas determinaram os seguintes resultados:
Lugar onde vive5: cidade - 51,1%, vila - 25,8% e aldeia - 23,1%;
Estado civil6: solteiro - 44,7%, casado - 50,9% e outro - 4,4%;
Rendimento7: até 7.000 € - 25,3%, de 7.000 a 14.000 € - 40,4% de 14.000 a 30.000 € - 25,0%, de 30.000 € a 50.000 € - 6,8% e mais de 50.000 € - 2,2%;
Situação profissional8: trabalhador por conta de outrem - 71,1%, trabalhador por conta própria - 9,9%, estudante - 7,2%, reformado - 2,6%, desempregado - 7,7% e outro - 1,5%;
Nível de educação9: sem escolaridade - 0,3%, 4.º ano - 2,1%, 6º ano - 5,2%, 9.º ano - 11,2%, 12.º ano - 34,4%, licenciatura - 37,3% e mestrado/doutoramento - 9,5%.
Destes dados apurados verificamos que, nos adultos voluntários do Escutismo Católico Português, há:
• um equilíbrio quanto à distribuição por sexo, ligeira vantagem para os homens;
• uma grande maioria de com menos de 40 anos e que muito poucos ultrapassam os 50 anos;
• uma maioria deles sem filhos ou apenas com um filho;
• uma grande maioria com autonomia pois não vive na casa dos progenitores;
• uma esmagadora maioria de adultos urbanos;
• um equilíbrio entre solteiros e casados, com ligeira vantagem para os primeiros;
• uma maioria com rendimentos no intervalo entre os 7 mil e os 14 mil euros;
• uma esmagadora maioria que trabalha por conta de outrem e uma pequena taxa de desempregados;
• uma predominância clara de formação universitária (licenciatura, mestrado ou doutoramento), logo seguida dos que completaram o 12º ano, que em conjunto formam uma grande maioria.
Em próximos artigos continuaremos a apresentar o “retrato” do adulto voluntário do Corpo Nacional de Escutas.

1IOL 2008 Report - The Manual on the Measurement of Volunteer Work.
2Badelt & Hollerweger, 2001.
3Janoski & Wilson, 1995.
4Wuthnow, 1998.
5Musick et al., 1999; Oman et al., 1999.
6Freeman, 1997; Sundeen, 199
7Prouteau & Wolf, 2006.
8Ziemek, 2003.
9Brady et al., 1995; McPherson & Rotolo, 1996; Rosenthal et al. 1998; Sundeen & Raskoff, 1994.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.