Correio do Minho

Braga,

- +

O regresso às aulas

Por uma responsabilidade individual de protecção mais inclusiva

Voz às Escolas

2010-09-23 às 06h00

Vasco Grilo Vasco Grilo

Setembro é o mês do regresso às aulas. Este ano começou-se cedo, numa sexta-feira, dia 13, que creio não será de mau agoiro. Há muitos alunos novos mas há muitos outros que saíram. Todos os anos é assim. Uma renovação contínua e uma mudança constante de cenário que fazem da escola um lugar especial para trabalhar.

Olhando o passado, sentimo-nos orgulhosos do trabalho dos nossos alunos. Em 2009-2010, 334 alunos da ES/3 D. Maria II apresentaram candidatura ao ensino superior tendo sido colocados na 1ª fase 294 (88%), dos quais 148 (50%) foram colocados na primeira opção. Cerca de 83% dos alunos do ensino secundário dos cursos científico-humanísticos transitaram de ano ou concluíram o seu ciclo de estudos. Fomos surpreendidos com a conquista do prémio Fundação Ilídio Pinho. Foi, apesar das obras, do aperto de espaços, um bom ano.

Temos agora pela frente um novo ano lectivo. O processo de requalificação da escola ainda está em curso, prevendo-se o fim das obras para Janeiro de 2011. Até lá, tivemos mais uma vez de arranjar soluções transitórias, que permitem, apesar de tudo, cumprir desde já um objectivo de há muito ambicionado: o funcionamento em turno único, com predominância para o período da manhã. A disponibilização dos novos espaços em Janeiro não irá assim implicar grandes alterações nos horários das turmas, salvo num ou noutro caso.

Estamos ainda num processo de transição. Os novos espaços educativos no antigo edifício irão permitir uma melhoria acentuada das condições de trabalho mas o trabalho que temos pela frente é quase ciclópico, dada a profunda transformação das rotinas que terá que ocorrer, especialmente no que se refere à utilização das TIC. As principais decisões contudo foram já tomadas, em termos de software, o que irá permitir a curto prazo a informatização integral dos processos administrativos e da gestão pedagógica, com o objectivo de em 2011-2012 se entrar em velocidade de cruzeiro.

A principal novidade para este ano tem a ver com uma questão que o novo Estatuto do Aluno veio colocar na ordem do dia: o controlo da assiduidade. A assiduidade, assim como a pontualidade, é um valor que queremos cultivar, pois entendemos que quanto maior for o tempo de permanência na sala de aula maior será a probabilidade de haver sucesso escolar.

Não há propriamente nada de novo nesta ideia. O que é novidade é assumpção do controlo do absentismo como uma estratégia de diminuição do insucesso escolar, a partir da implementação de um sistema de monitorização que permita, em tempo útil, agir para prevenir. A informatização do sistema permitirá, cremos, agir com maior eficiência e com melhor conhecimento da realidade. A ideia base do nosso sistema de auto-avaliação, “conhecer para agir”, continua assim válida e operativa.

As mudanças em educação são sempre lentas e complexas. Uma escola nova, em termos de edifício, não significa necessariamente uma escola nova em termos de acção educativa. Podemos mudar uma velha escola para um edifício novo e permanecer igual. O essencial foca-se numa outra dimensão: na relação pedagógica. Daí que a melhoria da acção educativa seja sempre um processo de construção lento e complexo que exige prudência e realismo.

A construção de indicadores fiáveis de medida da qualidade da acção educativa tem, neste contexto, uma importância decisiva, por nos permitir “ler” a realidade com maior objectividade e agir em conformidade. O problema é saber “ler” em tempo útil. Um relatório de auto-avaliação no final do ano lectivo pode ser muito útil para o trabalho que se avizinha no novo ano mas já nada pode decidir sobre o que se passou. O essencial joga-se “durante” o ano lectivo, se o que queremos é de facto “agir para melhorar”.
É esta a nossa ambição. Um bom ano para todos.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

16 Setembro 2020

Todos implicados

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho