Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

O que é qualidade do serviço no setor elétrico (e do gás natural) – II Parte

Viva o Verão de forma segura

O que é qualidade do serviço no setor elétrico (e do gás natural) – II Parte

Escreve quem sabe

2024-05-25 às 06h00

Fernando Viana Fernando Viana

Como verificamos na última crónica (publicada pelo CM em 11.05.2024), a qualidade de serviço proporcionada aos clientes pelos operadores de redes (a E-Redes é um ORD por exemplo) e pelos comercializadores de energia, tem a ver sobretudo com a prestação de serviços aos clientes (qualidade de serviço comercial) e a continuidade e características do fornecimento de eletricidade (qualidade de serviço técnica).
A qualidade de serviço é definida e monitorizada pela ERSE encontrando-se prevista no Regulamento da Qualidade do Serviço (qualidade técnica) e no Regulamento das Relações Comerciais (Qualidade Comercial). Falamos aqui essencialmente de qualidade técnica.

Relativamente à comunicação com os clientes e fazendo aqui a distinção entre o operador da rede de distribuição (ORD), que é a entidade autorizada a exercer a atividade de distribuição de eletricidade ou de gás natural e o comercializador, que é a entidade responsável pela comercialização de energia, atuando na última etapa, ao nível do relacionamento direto com o consumidor, ambos têm a obrigação de dar informações aos consumidores, devendo os primeiros (ORD) possuir meios de atendimento presencial, telefónico e escrito e, os segundos, pelo menos o telefónico e o escrito, com exceção dos comercializadores de último recurso (CUR) e dos CUR retalhistas que também devem disponibilizar atendimento presencial.

O ORD e o comercializador devem dar resposta a todos os pedidos de informação e reclamações, sendo que, no caso de reclamações, devem estas ser respondidas no prazo máximo de 15 dias úteis pelo ORD e no prazo definido contratualmente pelo comercializador (nunca superior a 15 dias úteis). O incumprimento destes prazos também confere direito a uma compensação.

Caso a reclamação verse sobre faturação, esta determina a suspensão de eventuais ordens de interrupção do fornecimento por falta de pagamento da fatura reclamada, até à apreciação da reclamação, desde que a reclamação contenha informações concretas e objetivas que coloquem em evidência a possibilidade de ter ocorrido um erro de faturação.
A reclamação relativa ao funcionamento dos equipamentos de medição (contadores) que não possam ser resolvidas remotamente pelo ORD, podem dar lugar a uma visita combinada (a realizar no prazo de 15 dias úteis), após o que deve ser dada informação ao reclamante, que, caso não se conforme, poderá solicitar uma verificação extraordinária do contador por entidade idónea (sujeita a custos, que serão da responsabilidade do cliente, caso a verificação extraordinária confirme que o contador se encontra a funcionar devidamente).

Também as reclamações relativas à qualidade da energia elétrica (que diz respeito a características da forma da onda da tensão como a frequência ou a amplitude) devem ser acompanhadas de factos indiciadores de que os parâmetros de qualidade da energia elétrica se encontram fora dos limites regulamentares (como por exemplo, a situação em que a tensão nominal simples é inferior à tolerância de -10% relativamente aos 230V previstos).
Caso se verifique o incumprimento dos limites regulamentares, o ORD deve comunicar ao reclamante as ações concretas a implementar e o respetivo prazo de implementação
Caso pretenda saber mais sobre este assunto, contacte o CIAB: em Braga: na R. D. Afonso Henriques, n.º 1 (Ed. da Junta de Freguesia da Sé) 4700-030 BRAGA * telefone: 253 617 604 * fax: 253 617 605 * correio eletrónico: geral@ciab.pt ou em Viana do Castelo: Interface Transportes de Viana do Castelo, Av. General Humberto Delgado* telefone 258 809 335 * fax 258 809 389 * correio eletrónico: ciab.viana@cm-viana-castelo.pt , ou ainda diretamente numa das Câmaras Municipais da sua área de abrangência ou em www.ciab.pt.?

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

23 Junho 2024

Ao pé do muro

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho