Correio do Minho

Braga, sexta-feira

O orgulho esquecido de uma cidade

Amarelos há muitos...

Ideias Políticas

2013-04-30 às 06h00

Francisco Mota

O afastamento entre a comunidade Académica e a cidade é mais do que evidente. Se por um lado a falta de planeamento proporcionou uma divisão física entre dois lados da urbe, por outro lado a falta de reconhecimento e colaboração para com a Universidade do Minho e a Associação Académica fizeram com que se criasse um autêntico fosso com ausência de um processo de desenvolvimento conjunto.

Mesmo vivendo à margem da cidade a verdade é que a Universidade como um todo foi conquistando palmarés nacionais e internacionais nos seus mais diversos eixos de actuação quer sejam eles académicos, científicos ou desportivos. Trata-se hoje de uma referência estratégica no desenvolvimento integrado de uma região e de um País. Como tradicionalmente conhecida, a UM é uma marca consagrada e sinónimo de valor acrescentado.

Hoje gostaria de me dirigir concretamente ao desporto e à Associação Académica da Universidade do Minho, que é a instituição representativa dos seus estudantes e que tem sabido de uma forma completamente voluntária atribuir à sua actuação um profissionalismo reconhecido e de sucesso garantido. Nos últimos quinze dias esteve presente nos campeonatos universitários nacionais a onde mais uma vez brilhou e elevou o orgulho esquecido de uma cidade.

Esquecido porque Braga não tem sabido retribuir a forma embaixadora que estes jovens dirigentes têm transportado e elevado o nome da nossa Terra.

Fazer da UM, sem ter qualquer formação em desporto, uma universidade de campeões não é fácil e apenas é possível com uma AAUM empenhada, com uma representação profissional e com atletas e treinadores que suam e amam a camisola que vestem. Estes condimentos conduzem a resultados e fazem a nossa academia trilhar o caminho do triunfo com cinco medalhas de ouro (Andebol, Futebol 11 e Futsal Masculino, Voleibol e Futsal Feminino) e uma de bronze (Basquetebol Feminino). E nas restantes equipas classificaram-se em lugares honrosos: Hóquei Patins Masculino 4º lugar, Voleibol Masculino 4º lugar, Rugby 7's Feminino 4º lugar e Basquetebol Masculino 8º lugar.

O desafio seguinte é a representatividade europeia a onde acredito e tenho a convicção de que continuaram a elevar a fasquia, trazendo mais conquistas para Braga e para a Universidade mas desta vez em nome de uma Nação, Portugal. Se tudo isto não basta-se como motivo para premiar o mérito, o futsal sénior fruto do protocolo entre o SCBraga e a AAUM, está na final four da Taça de Portugal e no play-off do campeonato nacional.

A dinâmica destes jovens tem que nos encher de orgulho enquanto comunidade, não só pelas vitórias desportivas, mas porque significa que os homens do futuro vão querer continuar a vencer, por cada um deles mas acima de tudo por uma Cidade, Região e País que entregam nas suas mãos o seu destino.
Obrigado a todos os que fazem desta história de orgulho possível!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

11 Dezembro 2018

Cultura plena

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.