Correio do Minho

Braga, terça-feira

O impacto da ação da Escola na mudança de comportamentos

Por um modelo de gestão pública de proximidade inteligente

Voz às Escolas

2019-05-09 às 06h00

Luisa Rodrigues

O futuro depende da forma como a Escola, através da sua ação, conseguir sensibilizar os alunos para a importância do papel que podem, e devem, desempenhar, ao nível das mudanças que urge implementar na sociedade, aos mais diversos níveis, contribuindo para a superação de alguns problemas estruturais que, num futuro próximo, condicionarão a forma como vivemos.
O mediatismo em torno dos problemas que, com maior incidência, nos últimos tempos, têm como enfoque os profissionais de educação, e a falta de reconhecimento do seu estatuto, podem ter provocado o descrédito, por parte de alguns, quanto ao impacto do papel que desempenham e à capacidade de condicionar algumas tomadas de decisão, premissas em que assenta a visão de um futuro mais promissor, sobretudo ao nível de uma intervenção cívica proativa, responsável e potenciadora de um desenvolvimento sustentável, ao alcance de todos.

No entanto, as evidências apontam num sentido bem diferente daquele que obscurece algumas mentes, pese embora o impacto da ação dos profissionais de educação nem sempre ser merecedor de desta- que, o que decorre, precisamente, da falta de consciencialização da correlação direta que existe entre os resultados do investimento feito em prol da mudança e a mudança pela qual clamamos, diariamente.
Através da mensagem passada aos alunos, a Escola almeja chegar às famílias e retirar da zona de conforto as forças vivas do meio em que estão inseridas, provocando a reflexão em torno de problemas estruturais que, não sendo devidamente equacionados, terão consequências que afetarão a população, em geral, e um património que é de todos.

Obviamente que nem todas as ações levadas a cabo pela Escola potenciam a intervenção no meio, pelo que nem sempre é visível o seu impacto junto da população, mas há mensagens que despertam e provocam movimentos em defesa de alguns dos princípios universais que defendemos e que transmitimos.
A título de exemplo, e talvez por ser o mais recente e com maior impacto, é de toda a justiça que seja enfatizado o trabalho levado a cabo, ao longo dos 2 últimos anos, pelo Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio, no âmbito da prevenção de incêndios e da proteção da floresta, projeto que envolveu a Comunidade Escolar em múltiplas ações de sensibilização e de consciencialização sobre a problemática dos incêndios, envolvendo a população no levantamento das condições potenciadoras das catástrofes que, ano após ano, vão dizimando uma grande parte do nosso património ambiental, e na elencagem de um conjunto de medidas preventivas, entregues ao executivo municipal, no decurso de uma Assembleia Municipal de Alunos.

A última ação desta fase do projeto terminou no passado sábado, com a reflorestação de algumas zonas do concelho, em que o envolvimento conjunto de pais e filhos, o sentido de responsabilidade manifestado pelos mais novos, aliados ao clima de alegria contagiante que se viveu, foram o testemunho vivo do impacto da ação da Escola.
Mas a força mobilizadora da Escola ultrapassou as expectativas, despertando nas mais diversas instituições locais concelhias a consciencialização de que a preservação do espaço em que vivemos é responsabilidade de todos, pelo que, sobretudo no último ano, fomos assistindo a inúmeras ações de repovoamento da nossa floresta, numa demonstração inequívoca do impacto do investimento feito pela Comunidade Escolar, sendo merecedora de especial destaque a intervenção pública dos alunos.

Acreditamos que podemos fazer a diferença, embora conscientes de que a mudança não se opera através de ações avulso, mas em consequência de um inves- timento sustentado na mudança de comportamento das gerações que formamos, seguros de que são o melhor caminho para antecipar um melhor futuro.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

26 Junho 2019

Encontrão Ambiental

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.