Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Namoros digitais e violentos: números são preocupantes

Prémio Nobel da Medicina

Ideias

2018-02-15 às 06h00

Paulo Monteiro

Ontem foi o Dia de S. Valentim, ou Dia dos Namorados. Tudo pareceu um mar de amor, de muitas promessas e de muita ternura. Mas... dois estudos tornados públicos dizem que há comportamentos violentos e muitos espiões nesta era digital. Os números preocupam. Comecemos pelo estudo da União de Mulheres Alternativas e Resposta (UMAR) em relação à violência no namoro. Este estudo envolveu perto de 4.600 jovens, com uma média de idades de 15 anos, e diz-nos que mais de metade dos inquiridos já sofreu actos de violência no namoro e mais de dois terços aceitam como normal alguns comportamentos violentos na intimidade. É absolutamente preocupante: 68,5% dos jovens acham normal o comportamento violento no namoro e 56% já foram alvo dessa violência.

Outro estudo que também preocupa refere-se ao amor digital... De acordo com o relatório da Kaspersky Lab e da Toluna, 33% dos utilizadores admitem espiar os seus parceiros online, chegando aos 50% no caso de relações instáveis. No entanto, 80% dos utilizadores acreditam que é necessário ter privacidade, tanto online como offline. O certo é que, segundo o mesmo estudo, metade dos casais partilha as palavras-passe dos seus dispositivos e uma em cada quatro das pessoas tem as suas contas guardadas nos dispositivos dos seus parceiros. Enfim... no mundo do namoro e das tecnologias nem tudo é um mar de rosas. O que é pena. E então comportamentos violentos no namoro é que não podem ser aceitáveis. Imagine-se qual será o futuro destes casais? Nada bom. Por isso, mais vale prevenir do que remediar e denunciar esses actos é meio caminho andado para que todos sejam felizes...

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.