Correio do Minho

Braga,

- +

Mais uma vez... o lixo fora dos ecopontos!

Ir atrás dos sonhos

Mais uma vez... o lixo fora dos ecopontos!

Ideias

2021-01-20 às 06h00

Pedro Machado Pedro Machado

Mais uma época festiva passada e o cenário repete-se. Apesar de me regozijar pelo fato, de cada vez mais, as pessoas estarem muito mais conscientes do seu papel fundamental de colaborarem para que tudo funcione da melhor forma.
No entanto, continuamos a verificar, lamentavelmente, a persistente colocação de resíduos de embalagens por fora dos contentores, mesmo que não se encontrem cheios e, por outro lado, muitas pessoas não compreendem que possa haver alguns constrangimentos na recolha, devido à maior quantidade de resíduos.
Se há um maior consumo, mais compras, nesta época do ano, é natural que haja mais resíduos e, por isso, apesar do reforço da recolha, não conseguimos corresponder de imediato a este aumento de resíduos, pois as viaturas e os equipamentos de recolha são os mesmos, apesar de estar a ser feito um esforço adicional, ainda não foi possível regularizar a recolha em todos os locais.
É impossível, logisticamente, chegar a todo lado simultaneamente pois a Braval tem 1300 ecopontos, distribuídos pelos 6 municípios: Amares, Braga, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde.
Este ano, apenas não houve recolha nos dias 25 de dezembro e no dia 1 de janeiro, mas que foi compensada nos dia 26 de dezembro e no dia 2, ambos ao sábado.
Mesmo assim, as pessoas continuam a apontar o dedo, não olhando para a sua própria responsabilidade, de contribuir para a resolução e não para o problema. Porque é que não se pode aguardar mais um pouco até que o ecoponto esteja vazio?
Os resíduos recicláveis, bem separados, não têm cheiro, podem aguardar mais um pouco, numa varanda, numa garagem num canto da cozinha!
Apesar de tudo, este ano, notamos uma maior consciência da necessidade de não colocação dos resíduos fora do ecoponto, havendo, claro está, exceções.
Tivemos também uma grande adesão à campanha “Os embrulhos também são prendas”, através da qual oferecemos mais de 100 kit’s ecoponto a quem levou os seus resíduos recicláveis ao Ecoparque Braval.
Apesar da melhoria que notamos, continua a assistir-se a situações de ecopontos que, não estando cheios, têm resíduos colocados fora dos contentores, pois muitas vezes não se espalmam ou não se rasgam as caixas grandes de cartão.
Também temo-nos deparado com muitos casos de colocação de sacos cheios de vidro nos vidrões, que focam “presos” no marco do ecoponto, dando a ideia de que estão cheios, quando estão entupidos. No vidrão só se podem colocar embalagens de vidro (garrafas, frascos, garrafões e boiões) , dado que vai diretamente para reciclar, sem sofrer triagem, logo, nunca se deve colocar o vidro em sacos pois é contaminante, para além deste problema de entupimentos.
Por outro lado, quando há resíduos recicláveis fora do ecoponto, como os mesmos são recolhidos com recurso a grua e sendo as viaturas altas, os colaboradores terão que, após a recolha, colocar os resíduos que estão fora, dentro do ecoponto, para que possam ser colocados dentro do camião, fazendo com que a recolha de um ecoponto demore muito mais tempo e atrasando a recolha dos restantes ecopontos.
Temos também muitos casos de estacionamentos em frente aos ecopontos que impedem a sua recolha, pois a grua não consegue alcançá-los, o que, nesta altura de maior produção de resíduos, agrava ainda mais a situação.
Esta situação, apesar do que muitos pensam, não é apenas “nossa”, passa-se noutras zonas do país, mas também noutros, pois a falta de civismo não tem nacionalidade. Na semana passada, devido à tempestade de neve que atingiu Madrid, as autoridades apelaram a que não fosse levado o lixo para os contentores porque não havia a mínima possibilidade dos camiões conseguirem circular para efetuar a recolha.
No entanto, para além da neve as ruas foram inundadas de montanhas de lixo!
Como costumo dizer, nenhum modelo de recolha é perfeito, mas nenhum modelo de recolha subsiste à falta de cuidado e colaboração.
Ajude-nos, ajudando-se!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho