Correio do Minho

Braga,

Inspiração, de Alexandra Santos

Escrever e falar bem Português: Um item complicado

Conta o Leitor

2010-08-02 às 06h00

Escritor

É difícil saber o que escrever, rabiscar, escriturar,o que desabrochar quando nos é colocado um objectivo, o que florir quando na nossa mente só existe um papel em branco. Para alcançar um objectivo é necessário meditar e arquitectar o alvo, mas sei, tenho a certeza que as reflexões fantásticas não ocorrem quando queremos, um estereótipo de ideias. Sei que a nossa massa cinzenta, por alternativa, prega-nos partidas e ficamos encurralados por armas de ferro. Uma barreira impede a nossa imaginação de flutuar nas nuvens, de difundir os polos; torna-se tudo hiper-intricado, difícil, as mãos negam-se escrever, o pensamento rebenta de tanto insistir e resistir a esta falta de... de quê? Bom, até que chega o momento em que nos cansamos de lutar, de sub-suportar a sede de ideias fantasiosas. Quando a minha mente paralisa, enfraquece e se dá este esgotamento, caio num sono harmonioso e profundo, mas no despertar dos sonhos algo magicamente poderoso acontece, inspirar, inspirar, inspirar, inspirar-me. E para que fique claro, não é só nos sonhos que me inspiro,é nos meus amigos, nas memórias em papel fotográfico, naquelas fantásticas longas-metragens da Disney,sim Disney algum problema? É quando me sinto criança que a minha mente cede sem ter que puxar por ela. Cada facto, ente, objecto me faz passar por um sentimento diferente e daí nascem ideias, ideias, ideias,dá-se uma lise celular, um turbilhão de palavras, frases, promessas, proposições,letras mesquinhas que fariam diferença numa frase de 1001 lágrimas. Passei tempo demais a estruturar um tema para os trabalhos de casa de língua portuguesa, almocei, lanchei e nada, faltava-me algo,não era sono nem pensar; parar simplesmente. Escasseava a inspiração. E como dizia Fernando Pessoa: Sinto, por vezes, um temor espantado das minhas inspirações, dos meus pensamentos, compreendendo quão pouco de mim é meu.

Da Alexandra Santos ao professor de Desenho Manuel Braga (Neno)

Deixa o teu comentário

Últimas Conta o Leitor

31 Agosto 2018

Ingratidão

30 Agosto 2018

Humanum Amare Est

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.