Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Heroínas da Liberdade

Sinais de pontuação

Ideias

2016-12-15 às 06h00

Paulo Monteiro

O título não é meu. ‘Furtei-o’‘à legenda da foto da primeira página da edição de ontem do ‘El País’. E por duas razões: a primeira porque o achei forte e claro e acompanhava uma fotografia das activistas yazidis Nadia Murad e Lamiya Aji Bashar.

A segunda porque só este jornal deu destaque - na primeira página - ao facto das duas jovens sobreviventes da escravatura sexual do autoproclamado estado Islâmico e defensoras da comunidade yazidi no Iraque terem recebido na terça-feira o Prémio Sakharov do Parlamento Europeu. Este prémio é atribuído desde 1988 para a Liberdade de Pensamento e pessoas ou organizações que se destacam na defesa dos direitos humanos e das liberdades fundamentais.

Nadia e Lamiya falaram perante os eurodeputados e Lamiya disse mesmo que o prémio lhe dá força para ser a voz dos que não têm voz. O discurso foi emotivo: “mais de 3500 crianças e mulheres continuam reféns e são escravizadas pelo ISIS/Daesh. Todos os dias morrem mil vezes”. Já Nadia relembrou: “o Daesh e os extremistas chegaram em 3 de Agosto (de 2014) para eliminar os yazidis.

Deram-nos a escolher; morte ou (a conversão ao) islamismo. Não há dúvidas de que o Daesh cometeu genocídio em massa”. Nadia e Lamiya “superaram o medo e a dor e, finalmente, encontraram abrigo connosco aqui na Europa”, disse Martin Schulz na hora de ser entregue o prémio. Mas outras e outros não tiveram a mesma sorte. Temos que caminhar rapidamente para a paz e deixar de lado os extremismos e a xenofobia como bem recordou segunda-feira o novo secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.