Correio do Minho

Braga, sábado

- +

Gota a Gota salvamos vidas

Viver sem e-mail: um imperativo existencial?

Gota a Gota salvamos vidas

Ideias Políticas

2021-06-15 às 06h00

Renata Faria Renata Faria

Na semana em que celebramos o Dia Mundial do Dador de Sangue – 14 de junho – a Juventude Popular de Braga alerta para a importância da doação de sangue e do papel preponderante dos jovens para esta prática.
Dar sangue é um dos maiores contributos dos seres humanos. Dar Sangue é o reflexo da importância dos valores humanistas, de solidariedade e de benevolência e, por isso, cada um de nós é responsável por apoiar esta causa que é de todos.
Diariamente o sangue é essencial para vários tratamentos, situações de hemorragia grave e intervenções cirúrgicas, para salvar vidas na prestação de cuidados neonatais e na maternidade e crucial para ajudar doentes com patologias que colocam em causa a luta pela sua vida.
Apesar da sua importância, o acesso a sangue seguro é, ainda, um privilégio de poucos. Atualmente, 42% das colheitas de sangue é realizado em países desenvolvidos, o que representa, apenas, 16% da população Mundial. Em Portugal, apesar de vivermos numa situação atípica, o número de dádivas de sangue, atualmente, é superior ao ano de 2020, o que significa que há, em média, reservas nos hospitais entre os 29 e os 48 dias, consoante os grupos sanguíneos.
Não obstante ao aumento de colheitas e do período de confinamento não ter demovido os portugueses para esta prática, ainda assistimos a períodos em que os stocks revelam algumas quebras, principalmente nos meses de inverno. Importa, por isso, consciencializar para a dádiva de sangue e para mobilização da sociedade para esta causa. É essencial continuarmos a salvar vidas e a olhar para as necessidades das unidades de saúde, especialmente no período pandémico que o país e o mundo atravessam.
Nesse sentido, a Juventude Popular lançou uma campanha nacional “Gota a Gota”, com o intuito de incentivar e consciencializar, de norte a sul do país, os mais jovens e os menos jovens, para a importância da dádiva de sangue, dando, também, um sinal claro e importante à comunidade de que os hospitais e os bancos de recolha de sangue são seguros, garantindo todas as condições de trabalho, higiene e segurança para que as pessoas sejam assistidas devidamente. Nos dias de hoje, apesar de vivermos num contexto pandémico, o risco de infeção nas unidades de saúde é praticamente nulo, sendo, por isso, a dádiva de sangue, uma prática segura.
Acredito que Gota a Gota continuaremos a salvar vidas. O sangue é um bem escasso que não pode se criado artificialmente, por isso, “Cada Gota Conta” para garantirmos respostas a todos os doentes. Num gesto inigualável de generosidade e de solidariedade, a oportunidade de salvar vidas, depende, também, destas ações, porque dar sangue é dar esperança!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

29 Junho 2021

As pessoas primeiro

29 Junho 2021

A luta é o caminho...

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho