Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +

Festa das Lanternas

O estado de emergência e a prisão preventiva

Festa das Lanternas

Voz às Escolas

2020-02-24 às 06h00

Hortense Lopes dos Santos Hortense Lopes dos Santos

O Agrupamento de Escolas Carlos Amarante (AECA) está integrado no projeto-piloto de ensino do Mandarim em escolas secundárias portuguesas desde o seu lançamento no ano letivo de 2015/2016. Neste âmbito, promove regularmente workshops com o objetivo de divulgar a língua e a cultura chinesa junto da comunidade escolar. Estas atividades estão ligadas a datas específicas como o Ano Novo Chinês, o Dia das Lanternas, entre outras.
Este ano, as comemorações do Dia das Lanternas ocorreram na semana passada e contaram, como habitualmente, com a estreita colaboração do Instituto Confúcio da Universidade do Minho que cedeu, para o efeito, a exposição de fotografia sobre Macau “O verde dos bambus mais altos é azul”, de Cristóvam Dias. As atividades contaram com a participação do Diretor Chinês do Instituto Confúcio, Professor Doutor Li Chunjiang, dos técnicos e professores do Instituto, da biblioteca escolar do AECA, assim como da docente Zhou Lingyu e alunos da disciplina de mandarim (10.º e 11.º anos).

A cerimónia tradicional chinesa de servir o chá, acompanhada da distribuição de “hongbao”, o envelope vermelho com uma oferta simbólica (moeda e rebuçado), da degustação de bolinhos da sorte e de bolachas de arroz glutinoso suscitaram grande curiosidade nas centenas de alunos que quiseram participar. A sessão de “Medicina Tradicional Chinesa” dinamizada pelas técnicas convidadas também teve muita participação.
Os alunos do ensino secundário realizaram a workshop “Viagem pela cultura chinesa” composta por cinco atividades: caligrafia, recortes de papel, xadrez chinês, nó chinês e decifração de enigmas. Os alunos do 9.º ano assistiram a uma aula de sensibilização da aprendizagem do mandarim. Houve ainda uma sessão de fotografia com uma app que permitia a escolha de um traje de uma etnia chinesa com que se ficava fotografado.
As comemorações terminaram com a assinatura de uma faixa de solidariedade para com as vítimas do Coronavírus.

Num momento em que a China e os seus habitantes atravessam as dificuldades severas que todos conhecemos, o Agrupamento de Escolas Carlos Amarante não pode deixar também de expressar a sua solidariedade para com o povo chinês.
Por último, agradecendo o contributo das instituições e personalidades referidas, fazemos votos para que o próximo Ano Novo Chinês e a próxima Festa das Lanternas sejam celebrados em melhores circunstâncias.
Obrigada a todos.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

02 Abril 2020

Inteligência emocional

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho