Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Faróis portugueses estão na moda

A vida não é um cliché

Ideias

2018-01-05 às 06h00

Paulo Monteiro

Quase 74 mil pessoas visitaram em 2017 os faróis portugueses. Um aumento de mais de nove mil pessoas em relação a 2016 (73.892 contra 64.420). Actualmente existem em Portugal 53 faróis (30 no Continente, 16 nos Açores e sete na Madeira) mas só 28 deles estão abertos ao público. No Minho existem dois faróis: Esposende e Montedor. O primeiro está fechado ao públi- co mas é sobejamento conhecido: entrou em funcionamento a 10 de Abril de 1925, tem 15 metros de altura e tem como característica um sinal sonoro que está activo desde 1996. Em 2003 ficou sem faroleiros e passou a estar a cargo do Farol de Montedor.

Farol de Montedor, que se situa a oito quilómetros a norte de Viana do Castelo, é o único, no Minho, que pode ser visitado. Em 2017 recebeu a visita de 2301 pessoas. Entrou em funcionamento em 1910, tem 28 metros de altura e... merece uma visita. Aliás, as histórias dos faróis, não só do norte de Portugal como da Galiza, merecem ser conhecidas. Não faltam documentos, folhetos, revistas e livros sobre o assunto e, mesmo com tempo, os faróis da Galiza, concretamente os da Costa da Morte, têm roteiros fabulosos para se perderem alguns dias a visitá-los.

Por cá, dos 28 faróis abertos ao público, o farol da Ponta do Pargo, na Madeira, foi o que mais visitas recebeu: 14.232, seguindo-se os faróis de Aveiro (9.723) e Santa Maria (7.056). Segundo os dados que podemos encontrar no sítio da Autoridade Marítima Nacional, os 15 faróis abertos no continente receberam 41.738 visitas. Mais de 20 mil visitaram os dois faróis abertos na Madeira e perto de 11 mil estiveram nos 11 faróis existentes nos Açores. Faróis que nos guiam, repletos de histórias e que valem bem a pena uma visita. Aqui fica a sugestão!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

22 Outubro 2018

A multidão e a cidadania

22 Outubro 2018

A pretexto de coisa alguma

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.