Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +

Este terceiro período letivo

Franklim Oliveira: o Primeiro Chefe Nacional dos Escuteiros Católicos

Este terceiro período letivo

Voz às Escolas

2021-05-17 às 06h00

Hortense Lopes dos Santos Hortense Lopes dos Santos

Encontramo-nos a meio do terceiro período, aproximando-se o final do ano letivo. Este terceiro período letivo foi marcado pelo tão esperado regresso às aulas presenciais da maioria dos nossos alunos (2º e 3ºciclo e ensino secundário), após a Páscoa.
Este regresso foi sentido por todos com alguma ansiedade, porque o segundo período foi vivido em casa. O cansaço das aulas à distância, a falta dos equipamentos adequados que, em alguns casos, chegaram depois da Páscoa, provocaram alguma ansiedade, mas todos retomaram com vontade e certeza que tudo correria bem.

De salientar que muitos equipamentos tecnológicos do Agrupamento e do Município foram disponibilizados para os alunos acompanharem as aulas em casa. Não foi possível cobrir todas as situações com os equipamentos adequados. Entretanto desde o mês de janeiro, estamos a entregar aos alunos subsidiados os equipamentos que compõem o chamado kit digital (computador portátil adequado a cada nível de ensino e internet) enviado pelo Ministério da Educação. Estes equipamentos são emprestados aos alunos durante a matrícula no respetivo ciclo e permanência no Agrupamento, não dependendo das aulas serem à distância ou presenciais.
Neste momento, quase a concluir esta fase, aguardamos a entrega de mais equipamentos destinados aos alunos do 1º ciclo.

A retoma das aulas presenciais teve presente os procedimentos habituais em contexto de pandemia – distanciamento, uso de máscara obrigatória, desinfecção dos espaços. Mas, juntou-se também a testagem Covid nas escolas, prevista pela Autoridade de Saúde para todos os docentes e não docentes desde a educação pré escolar até ao ensino secundário (neste caso incluía também os alunos).
O resultado (negativo) desta testagem em larga escala, dando como exemplo os mais de 1700 testes realizados na Escola Secundária Carlos Amarante, dotou a comunidade escolar de maior confiança no cumprimento das atividades letivas presenciais.

Acrescento que até hoje e desde o regresso às aulas presenciais, os casos positivos que provocaram o isolamento profilático das turmas são residuais. Contudo, este facto não depende só dos cuidados e procedimentos dentro dos estabelecimentos escolares, mas também das precauções nas famílias e outros contextos.
Mas neste período letivo registamos também a vacinação prevista para os profissionais das escolas, como grupo prioritário. Este fim de semana, tivemos, para muitos, a segunda dose da vacina dos professores e outros trabalhadores das escolas.

Era visível a satisfação e otimismo de todos os que acabavam de ser vacinados. Sabemos que precisamos continuar a cumprir as orientações para estarmos todos em segurança. No entanto, após a vacina, sentimos que estamos todos a colaborar para ultrapassar esta pandemia.
Tenho de salientar que nem todos foram vacinados. Em alguns casos deve-se a erros ou lapsos nas listagens enviadas para os serviços regionais do Ministério da Educação (DGESTE), mas outros não, o que provocou desconforto e desconfiança no procedimento. No caso do Agrupamento de escolas Carlos Amarante, mais de trinta docentes e não docentes ainda não foram chamados para a vacinação. Lamento e espero que brevemente a situação fique resolvida.
Todos queremos voltar à normalidade, o mais cedo possível. Fiquem bem!

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho