Correio do Minho

Braga, sábado

- +

Esta Escola Pública / TEIP faz a Diferença com o Ensino Articulado

A bacia cor de laranja

Esta Escola Pública / TEIP faz a Diferença com o Ensino Articulado

Voz às Escolas

2021-06-30 às 06h00

Paulo Antunes Paulo Antunes

Reconhecendo a importância da educação artística na formação integral do aluno, o AE Maximinos possibilita, em articulação com o Ginasiano (dança) e Conservatório de Música Calouste Gulbenkian (música) o ingresso no ensino articulado.
As nossas crianças e jovens são submetidos a um currículo nacional que marginaliza e/ou ignora os seus talentos naturais, quando a arte, a ciência, as huma- nidades, a educação física e a matemática estão ao mesmo nível no que se refere aos contributos essenciais para a educação de um aluno.
Por isso, fazemos a diferença.
Foi em 1983 que se iniciou uma reforma do ensino artístico e especializado que nunca chegou a ser concluída em diversos aspetos, nomeadamente a organização e rede, regulação dos quadros de pessoal e orientações curriculares e programáticas.
O desinvestimento era enorme, sendo o ensino artístico especializado assegurado por 5 conservatórios públicos.
Há 15 anos atrás, a aprendizagem da música e da dança, estava apenas acessível a quem tivesse recursos financeiros ou a informação necessária privilegiada, não obstante o reduzido número de alunos e baixas taxas de conclusão, nomeadamente na música.
Surgiu então em 2007/2008 o ensejo de mudar este triste fado, assente na necessidade de aumentar o número de alunos a frequentar e a concluir os cursos de ensino artístico especializado, de melhoria de legibilidade da oferta formativa, bem como a necessidade de promoção de um ensino de qualidade, criando condições para a necessária mudança.
Esta revolução e democratização da dança e da música, apoiou-se em num novo desenho e definição de políticas públicas, de uma nova metodologia e atores com os quais trabalhei com proximidade na passagem na DREN, com resultados efetivos ao nível do aumento do número de alunos no ensino artístico especializado e rede de escolas envolvidas.
Os cursos artísticos especializados são cursos de nível básico e/ou secundário que se destinam a alunos com vocação nesta área e que procuram desenvolver a suas aptidões ou talentos artísticos. Podem ser ministrados numa só escola ou em duas distintas.
Destina-se a alunos que pretendem uma formação de excelência com o objetivo de exercer uma profissão numa área artística ou aceder ao ensino superior artísti-co.
Há três domínios artísticos: artes visuais e audiovisuais (nível secundário), dança (básico – 1.º; 2.º e 3.º ciclos – e secundário) e música (nível básico – 1.º, 2.º e 3.º ciclos – e secundário).
No caso do ensino artístico articulado, o Ministério da Educação assegura o financiamento a 100% do custo a alunos, no caso dos conservatórios ou academias de música com quem estabeleceu contratos de patrocínio.
No AE Maximinos funciona o regime articulado, no qual a escola especializada do ensino artístico oferece apenas as disciplinas das componentes específicas da educação artística, enquanto as disciplinas do currículo geral são da nossa responsabilidade.
Se dúvidas houvesse, a equipa do avaliação interna do AE Maximinos, no seu relatório 2019/2020 apresentou no item relativo às “Assimetrias internas de resultados” internos dos alunos dos segundo e terceiro ciclos, que incidiu sobre a comparação dos resultados entre as turmas de ensino articulado (música e dança), destes níveis de ensino, com as turmas do ensino regular: turmas de ensino articulado com currículos únicos e com currículos mistos, variando a percentagem de alunos em ensino articulado, entre 60% e 100% na música e 42% e 100% na dança. As diferentes abordagens aos resultados apresentaram melhores resultados nas turmas de ensino articulado, nomeadamente no âmbito do sucesso pleno.
Este foi um desafio ganho, que amadureceu, tendo em vista a recuperação do atraso de crescimento do ensino artístico especializado em Portugal, de mãos dadas com os nossos parceiros, que foi possível assistir recentemente e com os devidos cuidados, nas audições, concertos de classes de conjunto e espetáculos de final de ano.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

28 Junho 2021

Renascer

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho