Correio do Minho

Braga,

- +

Escrever e falar bem Português

“zonamento” (parte II)

Escrever e falar bem Português

Escreve quem sabe

2019-10-06 às 06h00

Cristina Fontes Cristina Fontes

Para comprovar que todos os dias aprendemos, trago-vos uma lista de palavras que desconhecia ou que usava erradamente.
Comecemos por “estratega”. Pensava que este nome era comum de dois, isto é, que se usava para o feminino e para o masculino (um estratega / uma estratega). Todavia, nas minhas pesquisas, descobri que apenas “estrategista” é utilizado para os dois géneros e que vários dicionários não registam “estratega”, apenas “estratego” (ex.: Aule-te online, Michaelis online). O Ciberdúvidas considera “estratega” barbarismo. Em suma, pode dizer/escrever “um estratego”, “uma estratega” ou “um estrategista / uma estrategista”. Evite usar “um estratega” como o fez José Eduardo Moniz no jornal Record, de 31 de outubro de 2017, quando afirmou “Luís Filipe Vieira é um estratega» (em https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/jose-eduardo-moniz-luis-filipe-vieira-e-um-estratega, página acedida 03/10/2019).
“Triglicéridos”, ou “triglicerídeos”? A Infopédia regista “triglicérido” como “nome masculino da área da Medicina – lípido constituído por um glicerol combinado com três moléculas de um ácido gordo, sintetizado a partir da digestão de gorduras, e que é a forma na qual a gordura é armazenada no organismo”. Remete “triglicerídeo” para a entrada de “triglicérido”, mas não diz que são sinónimos. Afirma o Ciberdúvidas que “triglicéridos” aparece em dicionários portugueses e “triglicerídeos” em brasileiros.
No entanto, ao consultar o Vocabulário Ortográfico Português, encontrei “tri·gli·cé·ri·do” e “tri·gli·ce·rí·de·o”, o que me deixou algo perplexa. Ao consultarmos páginas de Saúde, a dualidade mantém-se: Na página da Farmácias Portuguesas lemos “Triglicerídeos elevados? Fique Alerta!” (em https://www.farmaciasportuguesas.pt/glossario-de-saude/doencas-e-condicoes-de-saude/triglicerideos-elevados-fique-alerta.html, acedido em 03/10/2019);
Na página do grupo privado de Saúde Lusíadas, lemos “Triglicéridos: o que são?”. (em https://rotasaude.lusiadas.pt/prevencao-e-estilo-de-vida/ nutricao-e-dieta/trigliceridos-usados-no-organismo/, acedido em 03/10/2019).
No título de dois livros técnicos consultados, a forma usada é “triglicéridos”: Colesterol e triglicéridos, Climepsi Editores e Colesterol e triglicéridos, Edições Atena.
Com a entrada de três novas letras no alfabeto português (K, W, Y), ouvem-se várias formas de as dizer, algumas erradas. O “K” é [capa]; o “W” é [dâblio, duplo vê ou vê dobrado]; o “Y” é [ípsilon] (não [ipslon]) ou [i grego].
Ressalve-se, no entanto, que as letras k, w e y, que, até ao Acordo Ortográfico de 1990, não eram consideradas parte do alfabeto do português, agora fazem parte dele. Não obstante, o seu uso não sofre qualquer mudança, continuando a usar-se apenas em abreviaturas e símbolos, siglas e acrónimos, palavras com origem noutras línguas e seus derivados.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

23 Fevereiro 2020

O problema do vira-lata!

23 Fevereiro 2020

Mentira social e a mitomania

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.