Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Escrever e falar bem Português: A pontuação errada prejudica seriamente a interpretação do que está escrito

O Estado da União

Escreve quem sabe

2018-02-25 às 06h00

Cristina Fontes

A pontuação errada prejudica seriamente a interpretação do que está escrito.
Há vários textos engraçados para exemplificar o que acabo de referir, mas costumo apresentar este aos meus alunos: As minhas coisas preferidas são comer a minha a avó e o meu cão. Eles riem e rapidamente detetam a falta de pontuação adequada. Com os mais crescidos, analiso o fantástico vídeo comemorativo dos cem anos da Associação Brasileira de Imprensa, que podem visualizar no endereço: https://www.youtube.com/watch?v=uWKpx5Ls1zg.
Se quiserem, podem passar alguns minutos com estes exercícios divertidos, pois, no próximo artigo, tenciono regressar à pontuação.
1- Um dia Salazar entrou numa sala e viu escrita uma frase que o deixou furioso: QUEREMOS SALAZAR MORTO NÃO FAZ FALTA AO PAÍS.
Pontue a frase e encontre nela os dois sentidos que o texto nos faz prever: um apazigua Salazar e outro enfurece-o mais ainda.
2- A Herança
Um homem rico, prestes a morrer, pediu papel e caneta e escreveu assim: Deixo os meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta ao alfaiate nada aos pobres.
Como estava muito doente, o pobre senhor não pontuou devidamente o testamento. Por isso, todas as pessoas mencionadas quiseram ser beneficiadas e pontuaram-no a seu favor. Pontue o testamento de modo a beneficiar cada uma dessas pessoas: a irmã, o sobrinho, o alfaiate e os pobres.
3- Um homem tinha um cão e a mãe do homem era também o pai do cão.
Esta frase, tal como está, não faz sentido. Pontue-a corretamente.


Toda a pontuação é importante, mas as vírgulas, em particular, fazem toda a diferença na interpretação do sentido de uma frase ou texto. Podem:
Apressar ou fazer esperar (Não espere. Não, espere).
Aumentar ou diminuir o nosso dinheiro (41,50 . 4,150 )
Criar ou destruir egos (Isso só ele resolve. Isso só, ele resolve).
Desanimar ou animar (Vamos perder, nada foi resolvido. Vamos perder nada, foi resolvido).
Suscitar interesse ou negá-lo (Não, queremos saber. Não queremos saber.).
Condenar ou salvar (Não tenha clemência. Não, tenha clemência).
No próximo artigo, apresentarei as regras básicas sobre o uso da vírgula. Bom domingo.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.