Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +

Escola Secundária de Alberto Sampaio: Da Obra que se cumpre à Obra a fazer cumprir

#umcafécomdesign

Voz às Escolas

2010-09-02 às 06h00

Manuela Gomes Manuela Gomes

Quando os princípios se cumprem, respeitam-se as regras, realizam-se as vontades, os prazos redefinem-se como metas para todos, o empenho sobrepõe-se ao esforço e à fadiga, e aquelas coisas que achamos que nunca acontecem, conquistam o nosso espaço, abalam as nossas incertezas, permitem desenhar novos sentidos e criar uma outra Obra.

Na realidade, «o valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis»1.

Este ano, na Alberto Sampaio, foi assim. Estamos exactamente naquele último segundo em que o caos, senhor de todos os universos, se espraia em todos os sentidos e nos perturba o pensamento. E o que nos anima é saber que os segundos que se seguem, é a Obra que a ESAS terá a liberdade de cumprir, com uma outra alma, aquela que se deixa tocar pela brisa ondulante num arco-íris de múltiplos aromas. É a promessa de dias serenos que nos conduzirão à concretização dos sonhos daqueles que por cá passam, que de nós tudo esperam e que são a razão do nosso trabalho.

A Escola Secundária de Alberto Sampaio abre em Setembro com a requalificação física e funcional completa. Todos os prazos foram cumpridos, todos os desafios vencidos. Os edifícios e os jardins estarão disponíveis para os nossos alunos e para toda a comunidade que servimos. Esta é a Obra cumprida. A Obra a cumprir é aquela que dá sentido, com muito prazer e honra, à profissão que exercemos e essa será sempre inacabada, incompleta, incerta, mas firmada na certeza de que «o sonho é ver as formas invisíveis/ da distância imprecisa…»2

Um louvor da ESAS para todos aqueles que criaram, para nós, a Obra que está agora nas nossas mãos fazer cumprir.

1. Fernando Pessoa
2. Idem

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

23 Setembro 2020

“As bolhas” de Cidadania

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho