Correio do Minho

Braga, sexta-feira

'Era uma vez um sorriso...', por Sílvia Rodrigues

Amarelos há muitos...

Conta o Leitor

2010-07-05 às 06h00

Escritor

Era uma vez um sorriso bonito que, um dia, se desprendeu do rosto em que vivia porque queria conhecer a Terra das Estrelas.

Viajou, viajou, atravessou mares com a sua prancha de surf e atravessou céus com a sua asa delta, viajou numa linda asa de Condor, até que chegou à Terra das Estrelas.

Sorriu muito muito quando viu tantas estrelinhas a brilhar por todo o lado, tão lindas e formosas.

- Ai, eu só queria uma estrela para mim, uma estrela que eu pudesse amar e a quem pudesse dar muito amor e carinho - suspirou o sorriso.

Não se ficou pelas palavras e resolveu aproximar-se. À primeira, disse que era um barco, um batel muito famoso e que tinha participado em muitas epopeias e graças a ele, os portugueses tinham descoberto muitos novos territórios. A outra, disse que era uma vírgula usada por um dos maiores poetas que já existiram e que, sem ele, grandes poemas nunca teriam sido escritos e as frases teriam um sentido completamente diferente.

Enquanto tentava conquistar a sua estrelinha, o rosto que tinha perdido o seu sorriso vivia cabisbaixo, triste, lamentando-se da sorte, amargurado e desgostoso da vida.

Entretanto, o nosso sorriso desmultiplicava-se em esforços para conquistar uma estrela. Disse ainda a uma outra que tinha sido uma sobrancelha muito charmosa de um galã de cinema e que, sem ela, nunca este teria tido o sucesso que teve.

As estrelas até lhe achavam graça, mas não queriam deixar o céu estrelado para ir morar de vez para uma terra desconhecida, chamada Terra.

O sorriso estava a ficar cansado e pensou em desistir e regressar para o seu rosto de sorriso vazio até que reparou numa estrelinha que suspirava e suspirava. Brilhava e bailava como as outras mas muito suspirava.

- Que tens estrelinha?
- Não sei, sinto-me triste.
- És muito linda mas estás a precisar de um sorriso!
- Talvez...mas quem és tu?
- Sou...sou.. sou… uma ponte!
- Uma ponte? O que é uma ponte?

- É aquilo que serve de ligação entre coisas ou pessoas. Pode unir duas margens, duas terras, dois povos, duas pessoas. Quando há pontes, ninguém fica isolado, abandonado, afastado. Onde eu moro há muitas pontes como eu. Os sorrisos também são pontes porque unem as pessoas e tornam-nas mais felizes.

E a estrela ficou tão encantada com as palavras que ouviu que, sem hesitar, pôs o seu pezinho de estrela em cima da ponte e acompanhou o sorriso até o rosto que tinha abandonado. E o rosto recuperou o seu sorriso que ficou ainda mais bonito do que antes porque agora tem um sorriso estrelado... e há quem diga que o sorriso que agora tem é o sorriso dos apaixonados....

Deixa o teu comentário

Últimas Conta o Leitor

31 Agosto 2018

Ingratidão

30 Agosto 2018

Humanum Amare Est

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.