Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

Em dia de Liberdade a Escola acontece à Distância!

A estratégia cultural que tarda

Em dia de  Liberdade a Escola acontece à Distância!

Voz às Escolas

2020-04-22 às 06h00

Flora Monteiro Flora Monteiro

Vamos celebrar o Dia da Liberdade, confinados em casa. Podemos colorir os nossos lares com cravos vermelhos, deixando soar os acordes da Grândola ou do Depois do Adeus.
Nós por cá, pelo Agrupamento, faremos eco das palavras da nossa aluna que discursará para a comunidade educativa. O discurso que seria apresentado na Assembleia Municipal especial do 25 de Abril ganhará eco no mundo digital e celebrará a Liberdade.

Parabéns à Érica. É possível criar, fazer, trabalhar, encantar..., mas com muitas reservas. Não é fácil … Os pais em teletrabalho, vários filhos, falta ou insuficiência de equipamento tecnológico, problemas económicos… são plurais as questões que agora se levantam e para as quais ainda não temos respostas adequadas. Não podemos ter as soluções perfeitas, num sistema que é imperfeito.
Sabemos como está a ser difícil para todos. Nunca vivemos desta forma... Fechados, isolados, com receio de ser infetados, ou de ver sofrer aqueles de quem mais gostamos. Um mundo onde não abraçar quem amamos se tornou na maior prova de Amor.

Sabemos que as nossas crianças e jovens estão apreensivas e curiosas com esta forma tão diferente de viver a escola. Sabemos que queriam vir, entrar nos portões da escola… Temos saudades vossas. Contudo estamos certos de que haveremos de voltar a estudar, festejar, sorrir, chorar, brincar, abraçar… Foi necessário iniciar o 3º período de um modo como nunca o vivemos. A Escola voltou, mas vestida de distância. E é nessas condições que temos de dar início às nossas atividades e aprender em conjunto! Nunca ninguém viveu deste modo: alunos, pais, professores, assistentes e toda a comunidade. Todos estamos a aprender! Todos somos pessoas que só poderão ultrapassar e concretizar projetos, se também nos dedicarmos a colaborar uns com os outros, a ajudar e a pedir ajuda. Isso é Escola, isso é ser Comunidade Educativa.

“A educação exige os maiores cuidados, porque influi sobre toda a vida”, Séneca.

Neste momento, uma palavra de Gratidão, Solidariedade e Esperança, para TODOS os professores, educadores, assistentes e pais.
A Escola, em poucos dias, reinventou-se! Com trabalho dos professores que acompanharam os seus alunos à distância, que enviaram e corrigiram trabalhos, que forneceram materiais, que deram ânimo, ou que, simplesmente, apoiaram os alunos e as famílias (que tanto precisam). A Escola também se recriou com a colaboração de muitos assistentes técnicos e operacionais, que apoiaram no desenrolar de todos os trabalhos. Fizemos tanto, em tão pouco tempo!

Temos muito orgulho no AEAmares, feito com todos NÓS!
“A melhor generosidade para com o futuro consiste em dar tudo ao presente”, Albert Camus
Esta 'estranha forma de vida" que nos invade o quotidiano necessita da nossa adaptação constante, da nossa força e de muita esperança e fé. O tempo torna-se mais propício à reflexão e à dádiva de outras partilhas mais afetuosas e menos materiais.
E estamos todos a trabalhar e a lutar por um futuro melhor, no meio destas incertezas, onde não é possível ensinar o que nos é desconhecido. Mas todos fazemos um esforço por acalmar aqueles que nos rodeiam.

Queremos dizer que neste momento, para nós AEAmares, a Escola ultrapassa o seu lado académico e pedagógico. É um espaço de apoio social, humano e escolar. Sabemos que alguns pais estão desejosos de trabalhos para os seus filhos, outros estão à espera do nosso apoio, do nosso contacto, da nossa solidariedade. É para todos que aqui estamos e continuaremos a estar, para lá dos manuais. Tudo de que necessitarem, de apoio ou aconselhamento, poderão contactar o professor ou educador, o diretor de turma, os professores, a direção, a associação de pais, as psicólogas, os assistentes técnicos ou os assistentes administrativos.

Trabalhamos todos os dias para assegurar o melhor, mas fazemo-lo tendo presente que, mesmo estando unidos no atravessar destas dificuldades diárias, mesmo cultivando um novo espírito de solidariedade comunitária, podemos não sair todos vencedores, podemos não “ficar todos bem”, pelo que é necessário preparar os nossos corações e a nossa disponibilidade para essa contingência.
Façamos todos o nosso melhor, seguros de que ao cuidar o Presente, vamos ganhar o Futuro.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

12 Outubro 2020

A Semana da Alimentação

07 Outubro 2020

Não vamos falar de Covid!

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho