Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Economia cresce 1,4% e supera previsões

Macron - Micron

Ideias

2017-02-15 às 06h00

Paulo Monteiro

Os dados tornados públicos, ontem, pelo INE são boas notícias para Portugal. E são tão boas que praticamente toda a gente falhou, incluíndo o Governo. As suas mais recentes previsões apontavam para que a economia crescesse 1,2% (dados divulgados em Outubro de 2016) apesar de em Fevereiro ter sido muito optimista (1,8%). A Comissão Europeia foi a mais pessimista e com resultados mais baixos da nossa economia: 0,9% (9 de Novembro 2016). Já a OCDE fez uma previsão de crescimento de 1,2% (Novembro de 2016), enquanto o FMI foi o que sempre esteve mais perto com 1,3% (Dezembro 2016). Mas mesmo assim falharam todos.

A nossa economia cresceu 1,4%. No entanto, segundo vários analistas podia ter subido mais se a bitola do crescimento não fosse tão forçada pelo lado do consumo e fosse mais pela via do investimento e exportações. Se assim fosse o crescimento até poderia ter números mais positivos. O certo é que os números também são vistos de prismas diferentes, por políticas contrárias e por economistas que os avaliam de ângulos invertos apesar de terem andado nas mesmas faculdades.

É por isso que os números das economias e das estatísticas são fascinantes porque podem ter sempre as leituras... diferentes. Querem um exemplo? As previsões da União Europeia para 2017. Portugal terá um crescimento de 1,6%. É, ou não, uma notícia excelente? É. Mas se referirmos que entre os 28 países da UE, Portugal tem o sétimo crescimento mais baixo será que não passa a ser uma má notícia?
O que nós realmente queremos é não voltar a apertar o cinto porque...já não podemos fazer mais furos!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.