Correio do Minho

Braga, terça-feira

Dia Mundial da Terra

Sem Confiança perde-se a credibilidade

Ideias

2014-04-16 às 06h00

Pedro Machado

A22 de abril assinala-se, em todo o Mundo, no âmbito do Programa das Nações Unidas (ONU) para o Ambiente, o ‘Dia Mundial da Terra’, uma oportunidade para alertar para os problemas que o nosso Planeta enfrenta e incitar à ação da população para o proteger.
A efeméride foi criada nos Estados Unidos da América, em 1970, com o primeiro protesto contra a poluição, convocado pelo senador norte-americano Gaylord Nelson, passando a ser comemorada por outros países na década de 90, numa altura em que o ambiente não era incluído em nenhuma agenda política.

Desde então, o ambiente tornou-se cada vez mais uma preocupação, principalmente devido aos efeitos causados pelo aquecimento global, nomeadamente as alterações climáticas. É preciso inverter a constante degradação do planeta Terra que vem ocorrendo nas últimas décadas. Para isso, é necessário acabar com as falsidades e hipocrisias dos líderes políticos e cumprir os compromissos internacionais assumidos em várias reuniões mundiais e apenas parcialmente cumpridos, têm que ser escrupulosamente respeitados, pois trata-se de uma questão fundamental para a sobrevivência da espécie humana e de toda a Vida na Terra.

Se este é um assunto que compromete os responsáveis pela política mundial, em cada um de nós pode e deve haver, um simples gesto celebrativo do ‘Dia Mundial da Terra’, pois isso significa contribuirmos para um melhor ambiente e para uma melhor condição de vida.
Este ano celebra-se o 44.º Aniversário do Dia da Terra, sob o tema ‘Cidades Verdes’.

Com a migração cada vez maior de população para as cidades e com a realidade das alterações climáticas cada vez mais evidente, é mais importante do que nunca criar comunidades sustentáveis.
Com o investimento em tecnologias sustentáveis, políticas vanguardistas e uma população ativa e informada, podemos transformar as cidades e ter um futuro sustentável. Nada é mais poderoso que a ação coletiva de milhões de pessoas.

O foco das ‘Cidades Verdes’ está em 3 elementos-chave: edifícios, energia e transportes.
Os edifícios são responsáveis por cerca de 1/3 do total das emissões de gases com efeito de estufa. Através da eficiência e melhorias no design dos edifícios pode diminuir-se drasticamente estas emissões.

As energias mais utilizadas atualmente são ineficientes e pouco sustentáveis, é necessário fazer a transição para energias renováveis.
Os transportes são outra fonte de gases com efeitos de estufa e a que mais rapidamente tem aumentado, 75% destas emissões são originadas pelos veículos que circulam nas estradas. Para diminuir estas emissões há que melhorar as opções de transportes públicos, investir em transportes alternativos e tornar as cidades em zonas mais pedonais e cicláveis.

Enfrentamos grandes desafios: alterações climáticas, crescimento da população mundial e escassez de recursos, mas também grandes oportunidades: a oportunidade de redesenhar as nossas cidades, com o poder da inovação humana, e a oportunidade de viver de modo mais sustentável.

O Dia da Terra é uma oportunidade crucial para as pessoas, instituições e governos se reunirem para criar uma economia verde global. Assim, com a ajuda de todos, podemos mudar o destino do planeta Terra para algo melhor e mais saudável.
A 22 de abril muitos milhões de pessoas por todo o mundo vão dar voz às preocupações para com o Planeta e agir para o proteger.
Celebre também o Dia Mundial da Terra, afinal, ela é a sua casa!
Ajude-nos, ajudando-se, reciclando!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.