Correio do Minho

Braga, terça-feira

Dia das bruxas assombrou ecopontos

Combater a DPOC

Ideias

2015-11-11 às 06h00

Pedro Machado

Lamentavelmente, este tipo de crónica está-se a tornar frequente. Depois de alertar várias vezes para este flagelo, a noite de Halloween revelou-se assombrada para os ecopontos. De 31 de Outubro para 1 de Novembro, em Vila Verde e Póvoa de Lanhoso arderam 2 ecopontos de superfície, ficando completamente destruídos, neste acto incompreensível de puro vandalismo.
Questiono-me qual será a graça destas ‘travessuras’? Que geração é esta que acha engraçado destruir os bens públicos, equipamentos que são de todos nós?

Estes actos são um duro golpe no esforço que a Braval e os municípios fazem para dotar as freguesias com estes equipamentos de recolha selectiva, para melhor servir as populações. É lamentável que, em poucas horas, tanto trabalho seja destruído pelo fogo, para além dos enormes prejuízos causados em termos financeiros.

Naturalmente que a Braval tem efetuado as devidas participações às autoridades competentes mas considero que, a este respeito, importa desde já sensibilizar as populações de que os ecopontos são equipamentos públicos, para serviço a toda a comunidade - tal e qual como uma paragem de autocarro, jardim ou WC público - que a sua destruição não beneficia ninguém, antes pelo contrário, prejudica todos, quer pela duração da reposição das condições antes da destruição (em que as populações ficam impedidas de usar este equipamento), quer pelos custos de reposição, que invariavelmente serão refletidos nas taxas de resíduos e nos penalizarão a todos.

Apelo aqui também à co-responsabilização dos cidadãos, como exercício à sua cidadania. É necessário que, se alguém tiver a mínima certeza de quem são os autores destes crimes, que os denunciem às autoridades. Só assim conseguiremos travar este flagelo de destruição destes bens de todos nós.
Ajude-nos, não prejudicando!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

18 Dezembro 2018

O seu a seu dono!

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.