Correio do Minho

Braga, terça-feira

Despertar consciências

Eu gosto é de ir a Fátima!

Escreve quem sabe

2018-06-26 às 06h00

Margarida Pereira

Pelo décimo quarto ano consecutivo o mês de Julho é, para a JovemCoop, sinónimo de “O Nosso Património”. Não menosprezando as restantes atividades do ano, para nós, “O Nosso Património” é especialmente desafiante, não só pelas treze edições com que já conta, mas principalmente por ser uma oportunidade de despertar as consciências dos mais novos.
Podemos considerar “O Nosso Património” um género de campo de férias, para jovens dos 12 aos 17 anos, que inicia na próxima segunda-feira, dia 2, e termina dia 25 de julho. Esta atividade decorre todos os dias, de segunda a sexta, das 9h30 às 12h30, na Junta de Freguesia de S. Victor.

Durante cerca de um mês, os participantes irão percorrer não só as ruas da freguesia de S. Victor, mas também as do centro histórico, com o objetivo de conhecer melhor a nossa cidade, sabendo as suas origens e as diversas épocas por cá vividas. Divididos em grupos, estes jovens irão registar as principais características de cada local por onde passarem, com o objetivo de perceberem se houve alguma beneficiação ou alguma subtração, alertando também para situações de degradação elevada quando necessário. Através de uma educação não formal, pretendemos despertar consciências cívicas e, acima de tudo, mostrar que podemos não conseguir mudar todo o mundo, mas certamente conseguimos mudar a nossa cidade. Mostrar que devemos ter uma participação ativa na vida política da cidade e que devemos ter uma opinião acerca de assuntos que a todos dizem respeito. Afinal, a cidade é dos cidadãos, não é apenas do seu presidente, nem dos órgãos municipais.

Este ano, em particular, temos o exemplo da Capela de Guadalupe, como uma prova de que quando as pessoas se juntam e trabalham com um propósito, é possível mudar. O Parque de Guadalupe, apesar de ser um espaço central na nossa cidade, é, por vezes, esquecido pelos nossos cidadãos. Sendo um dos mais privilegiados miradouros de Braga, a manutenção deste espaço está ao cargo da Irmandade que vai subsistindo através de algumas acções de voluntariado que a comunidade organiza.

A JovemCoop associa-se a todas elas, desde a limpeza do parque, até à plantação de novas espécies florais, ou mesmo abrindo as suas portas em algumas festas da cidade, como foi o caso da última Noite Branca.
A Capela de Guadalupe, considerada Monumento de Interesse Público desde 2012, tem, no seu interior, um retábulo-mor da autoria de André Soares, que se foi desgastando e (mal) intervencionado com passar dos anos. Hoje, esse retábulo está a sofrer uma profunda obra de restauro, descobrindo-se as cores primitivas, da época do barroco. No entanto, esta exemplar acção decorre sem qualquer tipo de apoio, contando apenas com a boa vontade de uma comunidade que decidiu preservar um Monumento de Interesse Público, que pertence a todos, mas para o qual, devido à falta de consciencialização para a preservação do património, poucos se importam.
É com exemplos assim que pretendemos mostrar aos participantes de “O Nosso Património” que realmente é possível mudar, até quando ninguém mais se importa. Se é importante para todos, devemos preservar e não abandonar ou esconder como se faz com muitos locais da cidade.

Seguindo a máxima de que “só amamos aquilo que conhecemos”, iremos dar a conhecer os locais mais emblemáticos da cidade e principalmente da freguesia de S. Victor, uma freguesia rica em história e património. Acreditamos que os jovens de hoje são o futuro de amanhã e que assim iremos conseguir um amanhã diferente, com uma consciência acima de tudo mais participativa na vida ativa da cidade. As inscrições já abriram ontem, mas poderão ser feitas até dia 2 de Julho, na Junta de Freguesia de S. Victor ou através do email info@jovemcoop.com. Abrimos ainda inscrições para maiores de 18 anos, que se identifiquem com esta missão e pretendam fazer parte do grupo de monitores. É com este convite que nos despedimos para este verão, esperando para o ano estarmos de volta, com mais momentos de reflexão sobre a nossa cidade e a sua vida associativa.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

29 Junho 2018

Gente sem pó

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.