Correio do Minho

Braga,

- +

De alunos para alunos no Conselho EcoEscola da ESMS

Juntos conseguimos vencer. Tudo.

De alunos para alunos no Conselho EcoEscola da ESMS

Voz às Escolas

2021-01-21 às 06h00

Ana Maria Silva Ana Maria Silva

Rebuscando nas minhas memórias, relembrei uns cartoons de Luís Afonso publicados na revista Pública, em 2007, sobre o estado do nosso planeta. O planeta Terra ia passando de pais para filhos em tal estado que fazia dele um planeta a precisar de ser reparado. Os seus habitantes tinham-no deixado num estado caótico.
Volvidos 13 anos, o estado do nosso planeta continua a ser uma preocupação. Impõe-se a pergunta: o que podemos fazer para proteger a casa comum e combater as alterações climáticas?
Os líderes mundiais e os povos acordaram a Agenda 2030 com 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável onde se apresenta uma visão comum para a humanidade e “uma lista das coisas a fazer em nome dos povos e do planeta”.
Um dos objetivos alerta-nos para a necessidade de adotar medidas urgentes para combater as alterações climáticas e os seus impactos. A Educação desempenha um papel fundamental na tomada de consciência e no alerta precoce sobre esta temática.
A Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania abre a possibilidade de reflexão e de cruzamento de saberes de diferentes disciplinas e a Estratégia de Educação para a Cidadania da Martins Sarmento, pelo terceiro ano consecutivo, permite aos seus alunos do 10º ano debruçarem-se sobre os domínios do desenvolvimento sustentável e da educação ambiental.
As dezanove turmas do 10º ano refletem e desenvolvem projetos que apoiam a implementação da estratégia dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Os objetivos para transformar o mundo têm de ser os mesmos para a escola e para quantos a frequentam. De forma sistemática, os alunos refletem e implementam medidas que gradualmente ajudam a tomar consciência que o esforço de mudança tem de ser de todos.
A Martins Sarmento é uma EcoEscola e é detentora do nível avançado do Selo de Escola Saudável. Acreditamos que trabalhamos para desenvolver nos alunos a capacidade de se posicionarem de forma crítica em relação a assuntos ambientais. A gestão de resíduos e a qualidade do ar são duas preocupações que nos movem neste tempo atípico em que nos movimentamos. A qualidade da água é outro dos assuntos que suscita cuidados redobrados.
Pensamos estar a trabalhar na escola para consciencializar os nossos alunos para a importância da redução de geração de resíduos. As campanhas de prevenção, reciclagem e reutilização podem contribuir para essa tomada de consciência
O Conselho EcoEscolas procura trazer para o debate todas estas temáticas e envolver os alunos na tomada de decisão sobre assuntos que nos preocupam a todos. Na primeira reunião deste ano letivo, no dia 14 de janeiro, fez-se uma apreciação das medidas em curso e que foram levadas a cabo pelos alunos durante o primeiro período. O projeto EcoEscola tem sido um parceiro fundamental no trabalho interdisciplinar e de articulação curricular incluindo na Estratégia de Educação para a Cidadania na Escola. As professoras responsáveis pelo Projeto EcoEscola (uma de Biologia, Gisela Freitas, e outra de Geografia, Ana Isabel Dias) têm trabalhado com os alunos e docentes nessa lógica de gestão interdisciplinar e articulada do currículo. Têm procurado criar condições para o aglutinar de aprendizagens das diferentes disciplinas/UFCDs e integrando-as no processo de ensino e aprendizagem.
Decorrido um período sobre o início das atividades letivas, foi com satisfação que os membros presentes partilharam as mudanças de atitude que foram passíveis de verificação em relação ao ano letivo anterior. As campanhas realizadas criaram as condições para garantir que quem chegou de novo não age de forma contrária àquilo que faz da Martins Sarmento uma EcoEscola.
De alunos para alunos, no Conselho EcoEscola tudo vai sendo trabalhado para possibilitar a tomada de decisões livres e fundamentadas. Os seus membros mostram que são capazes de participar na vida da escola de forma cívica, ativa, consciente e responsável. E a ESMS vai caminhando ao encontro do tão desejado desenvolvimento sustentável.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

21 Junho 2021

Ler, ler, ler...

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho