Correio do Minho

Braga,

- +

Datas que não podem ser esquecidas durante todo o ano

O problema do vira-lata!

Datas que não podem ser esquecidas durante todo o ano

Voz aos Escritores

2019-12-07 às 06h00

Humberto Domingues Humberto Domingues

1. "Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres" - 25 de Novembro

Aviolência contra as Mulheres sempre foi, infelizmente, uma realidade desde há muitos séculos atrás até aos nossos dias. Hoje, apesar de toda a evolução das civilizações e Sociedades, continua a ser uma realidade no dia-a-dia e noticiada em muitos espaços informativos. Esta violência ganhou outros contornos e formas, umas mais requintadas que outras, de a fazerem sentir, seja ela através do confronto físico, uso de armas de fogo, armas brancas, lançamento de ácidos, sexual e exploração no trabalho com baixos e discriminatórios salários, relativamente aos homens, bullying e exposição em redes socias.
Infelizmente, neste ano de 2019 em Portugal, já pereceram 33 pessoas (25 mulheres adultas, 1 criança e 7 homens). Algumas destas mulheres, foram violentamen- te agredidas em frente aos seus Filhos. Que horror, que barbárie! Como pode uma Sociedade permitir tais casos? Como?
Em nenhum caso pode ser tolerada a violência contra as Mulheres, porque elas não são só Mulheres, são Mães, Irmãs, Esposas, Avós e seres humanos.
Em nenhum estado, muito menos nos países e nas Sociedades modernas, pode ser tolerada tal violência e barbárie, contra as Pessoas.
Não podemos tolerar nem admitir este tipo de acontecimentos que inundam todos os dias a nossa vida quotidiana, destruindo Famílias e Pessoas, porque uma vida humana não pode ter o seu epílogo às mãos de qualquer criminoso.
É preciso alertar. É preciso prevenir. É preciso punir severamente!
2. “Dia Mundial de Luta contra a SIDA” - 1 Dezembro
Todos os anos no dia 1 de Dezembro assinala-se o “Dia Mundial de Luta contra a SIDA”.
Uma data que se torna importante lembrar e transporta-la para todos os dias da nossa vida. Na Escola, no trabalho, nos espaços sociais e de diversão, ou seja, transversalmente em toda a Sociedade, é preciso ter presente condutas e cuidados, por forma a diminuir estas Infecções (HIV) e doença (SIDA).
Segundo o relatório elaborado pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (2019) “a análise das tendências temporais da epidemia nacional de VIH e Sida revela que na última década se verificou uma descida de 40% no número de novos diagnósticos de infeção por VIH e de 60% nos novos diagnósticos de Sida. O mesmo documento indica também que foram notificados 1.068 casos, o que corresponde a uma taxa de 10,4 novos casos por 100 mil habitantes.”
Será esta diminuição de casos/incidência, consequência do muito trabalho que se tem feito nas Escolas no âmbito da Educação Sexual/Saúde Escolar? Estarão as campanhas junto de jovens e Sociedade civil a sortir efeito? Como gostaria de afirmar perentoriamente, que sim! Com certeza que em parte, algum deste trabalho terá aqui influência.
As Escolas estão conscientes destes perigos e por isso trabalham este tema e possibilitam aos Profissionais de Saúde um espaço nobre de educação para a saúde, sensibilização e palestras. Mas estas actividades e sensibilização têm que ser feitas durante todo o ano, no âmbito da Saúde Escolar, Educação Cívica, Sexualidade, etc. Todos os momentos são propícios para o alerta sobre estes perigos de contágio. Todas as campanhas de sensibilização e de diminuição da iliteracia em Saúde, são bem-vindas. A Escola, como grande instituição de formação/educação, é um espaço que deve privilegiar a prevenção e sensibilização.
Não se deixe nas mãos dos outros, o que pode ser feito por si, protegendo-se, evitando riscos “invisíveis” e de consequências indeterminadas.
Desfrute sempre da vida, protegendo-se!

Deixa o teu comentário

Últimas Voz aos Escritores

14 Fevereiro 2020

Cartas de saudade

07 Fevereiro 2020

Umoja, Aldeia Sem Homens

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.