Correio do Minho

Braga, sexta-feira

Dados lançados

Jornais centenários: unanimidade no Parlamento

Ideias Políticas

2017-04-18 às 06h00

Hugo Soares

Estão os dados lançados para as próximas eleições autárquicas em Braga. São, agora, conhecidos todos os candidatos que irão disputar a presidência da Câmara Municipal permitindo, assim, escolhas conscientes e pensadas por parte dos eleitores.
Com os olhos parciais de quem sempre teve preferência e orgulho no trabalho feito, partilho com o leitor a minha análise.
O PCP repete o mesmo candidato. Carlos Almeida, um jovem funcionário partidário, tem demonstrado serenidade e acutilância na oposição; tem aproveitado as pequenas polémicas para ser uma espécie de porta-voz institucional dos pequenos casos. É hoje o rosto do Partido Comunista Português em Braga em toda a sua ortodoxia. Tem como objetivo a sua reeleição para a vereação e pode aproveitar o total vazio que à esquerda se coloca.

O BE não terá expressão nestas eleições. Se há 4 anos numa tentativa de agregar eleitorado apoiaram uma candidatura independente que tinha méritos, desta feita apresentam como candidata uma ilustre desconhecida dos bracarenses. A candidata do BE tem pautado a sua atuação política pelos discursos histriónicos na assembleia municipal onde - ao velho estilo bloquista - vai lançando suspeitas e calúnias sobre tudo e todos. Seja o presidente da Câmara, seja deputados municipais, seja presidentes de junta nada escapa à viperina verve da deputada municipal que ora se apresenta como candidata à Câmara. Não fora o elã nacional do BE e estou em crer que o resultado eleitoral seria dos mais fracos de sempre.

Por sua vez, o Partido Socialista, que tem especiais responsabilidades como maior partido de oposição e partido de poder em quase 40 anos em Braga, apresenta Miguel Corais. O mínimo que se pode dizer é que começou mal. Começou por fazer a discussão de toda a escolha do candidato na praça pública. Primeiro fizeram uma sondagem onde nenhum dos nomes incluídos se veio a concretizar em candidato. De Hugo Pires a Palmira Maciel, passando pelo prestigiado Advogado Tarroso Gomes ao líder concelhio local Artur Feio.

Todos entraram na sondagem. Ou porque nenhum quis ou porque nenhum tinha o resultado esperado naquele estudo de opinião, surge Marcelino Pires como pré-candidato socialista; homem de reputação inatacável, Advogado de renome e respeitado, político experiente e experimentado era, na minha opinião, um forte candidato do Partido Socialista. Por alguma razão, que espero que Artur Feio ainda venha a explicar publicamente por transparência democrática, os órgãos do PS acabaram por descartar Marcelino Pires e a escolher o “Kennedy” de Braga como o próprio de forma algo ridícula se intitulou. De resto, Miguel Corais começou por atacar tudo e todos. Desde o legado de Mesquita Machado - a quem serviu como administrador do Parque de Exposições - à forma de liderar a oposição de Hugo Pires, qual torpedo sem direção, o candidato socialista dispara para todo o lado. Curiosamente até contra o seu próprio pé o que lhe valeu fortes e duras críticas de notáveis socialistas nas redes sociais e nos mais diversos fóruns. É, por isso, uma candidatura intestinal do aparelho local que demonstra a falta de aposta de António Costa na terceira cidade do País. De resto, pouco se sabe do percurso deste candidato cuja notoriedade é escassa ou diminuta.

Por fim, a recandidatura de Ricardo Rio. Dispenso-me de elogiar o mandato e o perfil do candidato. Viver a cidade responde a cada uma das linhas que aqui poderia escrever. Ricardo Rio que se assume no país como um autarca de referência catapultando Braga para uma dimensão nacional nunca antes alcançada terá o desafio de mobilizar os bracarenses até às urnas para que ninguém dê o resultado como adquirido. Se a sua vitória parece certa, é preciso que os bracarenses expressem essa vontade nas urnas. E é Juntos por Braga que vamos continuar.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

20 Fevereiro 2018

Portugal Menos, Portugal Mais

20 Fevereiro 2018

Obrigado, Pedro Passos Coelho

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.