Correio do Minho

Braga,

- +

Cuidar do futuro

Como ativar territórios e criar novos destinos

Cuidar do futuro

Ideias Políticas

2021-05-25 às 06h00

João Freitas Alcaide João Freitas Alcaide

Na passada semana, a Câmara Municipal de Braga anunciou que irá lançar um projeto-piloto para a criação de berçários e creches em todo o concelho. De acordo com a divulgação do Município, a implementação destas estruturas de apoio à primeira infância será realizada em colaboração com as Juntas de Freguesia e várias instituições, designadamente da área social. Ao que tudo indica, uma das primeiras soluções será concretizada na freguesia de Gualtar, sendo certo que, também no que diz respeito a Nogueiró e Tenões e a Adaúfe, já haverá diligências em andamento e opções em perspetiva. E, além disso, contactos da Câmara Municipal com as demais Juntas de Freguesia para um levantamento de necessidades. Ainda em linha com as palavras do Presidente da Câmara, Ricardo Rio, os propósitos deste projeto passarão por dar uma resposta cabal à muita procura que tem existido em termos de berçários e creches, apoiar as famílias bracarenses e incentivar a natalidade.
Braga é, orgulhosamente, uma cidade jovem, dinâmica e enérgica. Estas são algumas das nossas caraterísticas mais vincadas. Uma vivacidade que nasce das nossas escolas, instituições de ensino superior, grupos juvenis, associações e coletividades. Ademais, o concelho, nos últimos anos, tem demonstrado a capacidade de atrair e fixar mais pessoas, uma realidade particularmente sustentada no desenvolvimento económico – criação de emprego – verificado. Em outubro de 2020, um estudo da Comissão Europeia sobre a qualidade de vida nas cidades europeias revelava que 98% dos bracarenses consideram que a cidade dispõe de boas condições para jovens casais com filhos. O mesmo estudo concluía que 97% dos residentes afirmam que Braga é uma boa cidade para viver; e aproximadamente 60% referem que, nos últimos 5 anos, a qualidade de vida na cidade aumentou – Braga no Top 10 dos índices mais significativos –. Manifestando tudo isto que Braga está a fazer a sua parte. A cuidar do futuro.
No entanto, a verdade é que, em termos gerais, o nosso país, no que em especial respeita à questão da natalidade, apresenta um quadro bastante débil e recessivo. Em conformidade com o Instituto Nacional de Estatística, em janeiro e fevereiro de 2021, nasceram com vida, respetivamente, 5912 e 5651 crianças, menos 1415 (-19,3%) e 708 (-11,1%) que no período homólogo de 2020. Constataram-se, nestes meses, os valores mensais mais reduzidos desde que há registos no INE, isto é, desde 1911. Demais, observou-se, nos primeiros dois meses de 2021, um profundo agravamento do saldo natural. É certo que estes dados estão muito influenciados pelo contexto da pandemia da doença Covid-19. Porém, sublinhe-se, todas estas circunstâncias apenas vêm fragilizar, ainda mais, uma natalidade já de si crítica. Há cerca de 40 anos que Portugal não consegue assegurar o índice de renovação de gerações. E, em 2019, a Fundação Francisco Manuel dos Santos estimava uma diminuição da população portuguesa, entre 2020 e 2070, de 10,2 milhões para 7,9 milhões de pessoas.
Tendo em conta esta situação e em ano de Censos, urge olhar para este desafio vital. Como tornar o país mais amigo das crianças, mais jovem e com sentido de futuro. Este tem de ser, necessariamente, um desígnio coletivo. Afinal, trata-se de cuidar do (nosso) futuro.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho