Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Como se proteger da gripe

Carta à Leonor: olhar mais para fora para melhorar aqui por dentro

Voz à Saúde

2017-10-17 às 06h00

Joana Afonso

A Gripe é uma infeção aguda do trato respiratório superior provocada por um vírus, que ocorre em surtos e epidemias em todo o mundo, principalmente durante os meses de inverno. Apesar de ser uma doença contagiosa cura espontaneamente na maioria dos casos, no entanto, pode levar a complicações, particularmente em idosos ou pessoas com doenças crónicas, cursando com a necessidade de internamento ou até mesmo a morte.

Segundo o relatório anual do Programa Nacional de Vigilância da Gripe, só no ano passado, a Gripe foi responsável por cerca de 4.500 mortes no nosso país.
Entre os sintomas de Gripe encontram-se a febre, que pode ser alta, entre 38-41ºC, espirros, pingo no nariz, dores de cabeça ou garganta, dores musculares generalizadas, cansaço, fraqueza ou perda de apetite.

A vacinação contra a Gripe constitui a principal medida de prevenção e controlo da doença, razão pela qual deverá estar alerta, sabendo se integra um grupo de risco ou até mesmo se tem direito a receber a vacina de forma gratuita no seu Centro de Saúde. Saiba que a vacina está fortemente recomendada para todas as pessoas que tenham 65 ou mais anos, que sejam doentes crónicos ou imunodeprimidos (desde que tenham mais de 6 meses de idade), grávidas e ainda se for um profissional de saúde ou prestador de cuidados.

No entanto, a vacina só é gratuitamente distribuída pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS) nos casos de:
1. Utentes com 65 ou mais anos de idade;
2. Residentes em instituições, lares ou centros de acolhimento temporários;
3. Doentes que integrem a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados;
4. Serviços de apoio ao domicílio sob a colaboração da Segurança Social ou Misericórdias Portuguesas, bem como de equipas de enfermagem ou hospitalar;
5. Doentes internados com patologia crónica que tenham condições de vacinação;
6. Diabéticos;
7. Doentes em diálise;
8. Portadores de Trissomia 21;
9. Doentes a aguardar ou já submetidos a transplante;
10. Doentes a fazer quimioterapia;
11. Doentes com patologia pulmonar que comprometa a função (Fibrose Quística, défice de Alfa-1 Antitripsina em tratamento, entre outros…);
12. Profissionais de Saúde do SNS;
13. Bombeiros.

Desta forma, deve consultar o seu Médico de Família, ele saberá aconselhá-lo acerca da prevenção dos casos de Gripe e orientá-lo no sentido de vacinação, que deverá ser feita até ao final deste ano.
Lembre-se, cuide de Si! Cuide da Sua saúde!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.