Correio do Minho

Braga, sábado

- +

Celebremos a Europa!

Viagem a Viena

Celebremos a Europa!

Ideias

2019-05-02 às 06h00

Alzira Costa Alzira Costa

Na próxima semana, por toda a União Europeia (UE) celebrar-se-á uma das datas mais importantes da História Europeia pelo seu grande simbolismo. O dia 9 de maio (ou o dia da Europa, como é comummente designado pelos europeus) assinala o dia em que, o então Ministro dos Negócios Estrangeiros, Robert Schuman, apresentou uma proposta de criação de uma organização supranacional à escala europeia para o ramo energético que viria alterar o panorama europeu – a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA).
A “Declaração de Schuman” marcou um dos momentos mais importantes do século passado. A proposta de criação de uma organização internacional foi mais do que uma mera tentativa de colaboração económica entre dois países devastados. A CECA representa o primeiro passo para uma integração europeia, onde se pretendiam duas coisas: a unidade europeia entre todos os Estados-Membros em todas as vertentes; e a segurança e a defesa da Europa num período de início de uma Guerra Fria.

Tal como referiu Robert Schumann nesse mesmo dia, “esta Europa não se fará de uma só vez, nem numa construção de conjunto, mas sim de realizações concretas”. E, de facto, desde o momento da Declaração de Schuman até aos nossos dias, muita coisa mudou. A organização internacional deixa de cingir-se apenas à vertente energética e agrega um amplo leque de sectores económicos essenciais para a sociedade, como é o caso do apoio aos ramos agrícolas, piscatórios, ou saúde pública; a aposta na educação é inegável e a criação e desenvolvimento de infraestruturas capazes de impulsionar uma maior coesão económica, social e territorial em toda a zona económica ultrapassam largamente os valores praticados até então; eliminam-se fronteiras e integram-se mercados (físicos e digitais) que permitem aumentar o fluxo de trocas comerciais e, deste modo, fazer chegar até às mesas dos cidadãos europeus uma panóplia de escolhas e artigos diferenciados que de outro modo era totalmente impossível; de um Parlamento Europeu com deputados nacionais até um hemiciclo democraticamente eleito pelos cidadãos europeus, representando legitimamente a voz dos mesmos ao nível europeu; da preocupação no ambiente e na biodiversidade até ao reforço da chamada de atenção por uma Europa mais sustentável a todos os níveis.

A criação da CECA representou uma proposta pragmática para a altura, com respostas ambiciosas e vanguardistas. Com este projeto, pretendia-se, acima de tudo, “uma pacificação europeia que teria como alicerce uma europa organizada e viva”, porque, segundo o próprio, “a falta dela (de uma europa organizada) só levaria à guerra”. Curiosamente, verificamos que o que era um simples argumento da altura se tornou num facto incontestável durantes estes anos. Desde que a CECA foi criada, os países europeus habituaram-se a um clima de paz e tranquilidade incomparável em toda a História da Europa! Até ao momento, a UE vive há 72 anos um clima de paz, e sem conhecer nenhuma guerra interna estre os Estados-Membros.

Todavia, tudo aquilo que foi conseguido ou conquistado até aos dias de hoje, e todos os direitos que nós damos como adquiridos até à data, estão a ser perigosamente colocados em causa por vários movimentos populistas e de extrema-direita que têm vindo a causar distúrbios por toda a Europa (veja-se os casos da Hungria ou Polónia, por exemplo). Por isso é importante que todos possamos refletir sobre o atual momento da UE e que participemos ativamente na construção de uma UE, justa e fraterna. Daí a importância do voto e a importância das eleições europeias deste ano.

Para concluir, gostaríamos de referir que ao longo da semana em que se assinala o Dia da Europa, o CIED Minho organizará uma série de eventos comemorativos para todas as idades, ações de informação e de esclarecimento sobre as temáticas europeias. Estas atividades terão lugar em Barcelos (mais precisamente no Instituto Politécnico do Cávado e do Ave), em Braga, e em Guimarães. Neste sentido, convidamos o estimado leitor a estar presente nos nossos eventos e a celebrar connosco este dia tão importante para todos os europeus.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho