Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +

Braval, uma retrospetiva

O maior desafio dos 50 anos de Democracia

Braval, uma retrospetiva

Ideias

2023-12-27 às 06h00

Pedro Machado Pedro Machado

No final de mais um ano, depois de quase 3 décadas de criação da Braval, sistema de multimunicipal de tratamento de resíduos do Baixo Cávado, abrangendo 6 municípios: Braga, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho, Vila Verde, Amares e Terras de Bouro, vou fazer uma retrospetiva do tanto que foi feito em 27 anos.
A Braval assume como sua missão: ser um agente ativo na promoção da melhoria da qualidade de vida da população dos concelhos da sua área de atuação. Tratando e valorizando os resíduos provenientes dos concelhos e participando continuadamente na consciencialização da comunidade envolvente na vertente ambiental.
No início da sua atividade, a Braval tinha como uns dos objetivos principais, encerrar e recuperar ambientalmente as 11 lixeiras a céu aberto existentes, nos 6 concelhos. Estas lixeiras eram verdadeiros “cancros ambientais”, dada a poluição que provocavam: contaminação das águas subterrâneas, poluição do solo, poluição atmosférica, com a produção de biogás, poluição visual, entre outras.
O segundo objetivo concretizado pela Braval foi a construção de raiz do aterro sanitário, como alternativa adequada às lixeiras, uma infraestrutura que cumpre todos os requisitos técnicos, aprovada por todas as instâncias nacionais e da Comunidade Europeia. O aterro sanitário localiza-se na Serra do Carvalho e está em funcionamento desde 1998.
Como última concretização inicial, a Braval implementou a recolha seletiva, no ano 2000, com a construção da Estação de Triagem e a colocação de ecopontos, para que a população pudesse proceder à separação dos resíduos e, estes, serem encaminhados para reciclagem. Esta revela-se hoje como uma das mais importantes, pois permite a valorização de recursos, evitando o consumo de mais matéria-prima.
Os números falam por si: em 2000, as quantidades recolhidas ficaram-se nas 1.000 toneladas, em 2022, foram recolhidas mais de 18.000 toneladas!

Em 2004, da nossa iniciativa, lançamos o conceito do Ecoparque Braval, derivado do novo paradigma, no concerne aos resíduos: a valorização.
O Ecoparque integra vários projetos, que muito nos engrandecem, como por exemplo, o Óleo +, recolha e valorização de óleos alimentares usados, a valorização de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos, o ponto de recolha de pneus usados, Ecocentro para resíduos de grandes dimensões, o tratamento de Resíduos Hospitalares, o aproveitamento do biogás produzido no aterro para produção de energia elétrica e, em 2016, a Unidade de Valorização Orgânica com Tratamento Mecânico, um investimento de cerca de 20 milhões de euros.
Inovamos, criamos as oportunidades antes que estas fossem óbvias, planeamos as estratégias a desenvolver e agimos.
O passado já lá vai! Longe vai o tempo em que as pessoas não tinham consciência da necessidade do tratamento de resíduos, que desconfiavam de tudo o que era feito relativamente a este assunto. Quando se falava em construir aterros sanitários em Portugal, para encerrar e recuperar as lixeiras a céu aberto, as pessoas ficavam desconfiadas de que essa era uma atitude para o bem comum, para a melhoria da Saúde Pública/Ambiental. Por exemplo, a recolha seletiva colocou Portugal como um dos melhores países da Europa, em termos de infraestruturas para depositar e tratar resíduos.
Transversalmente a tudo o que está a ser feito é fundamental EDUCAR/SENSIBILIZAR, pois sem a participação da população, não é possível valorizar ao máximo os resíduos.
Ajude-nos, ajudando-se!
Bom Ano de 2024!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho