Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

Braga mais Romana, Braga mais ativa

A Biblioteca Escolar – Um contributo fundamental para ler o mundo

Escreve quem sabe

2015-05-26 às 06h00

Margarida Pereira Margarida Pereira

Nestes últimos dias o centro histórico de Braga (re)viveu as suas origens. Homenageando a fundação de Bracara Augusta, a Braga Romana realizou este ano a sua XII edição, que decorreu de 20 a 24 de maio.
Se a XI edição se fez notar pelo mau tempo e pelos inúmeros percalços que este causou, a XII edição brilhou tal como o sol que se mostrou durante todos os dias da feira. A verdade é que a Braga Romana 2014 introduziu muitas novidades, não só de forma a melhorar a qualidade do evento, mas também numa tentativa de torna-lo cada vez mais próximo da verdadeira e única Bracara Augusta.

Desde as alterações ao espaço do mercado, até a uma maior aposta nas recriações históricas, passando pela inclusão dos espaços museológicos o programa da iniciativa, muitas foram as alterações realizadas ao evento que comemora as origens da atual cidade de Braga. A prova de que todas estas alterações foram uma notória melhoria no evento, e que agradaram à maioria dos Bracaraugustanos, foi a grande adesão que se fez notar nesta edição da Braga Romana. Desde quarta feira até domingo existiu sempre uma grande afluência ao mercado romano, o que nos faz pensar que a procura mais reduzida no ano anterior se deveu principalmente ao mau tempo e ao frio que se fez sentir nos dias da Braga Romana e não às novas alterações que foram notoriamente bem recebidas.

Desde a I edição, a Braga Romana tem vindo a crescer e a melhorar a sua recriação histórica. É de louvar o trabalho que vem sendo feito ao longo destas doze edições, que faz deste evento, cada vez mais, um momento turístico muito forte da cidade. Foram muitos os turistas que passaram pela Domus Romana, onde a JovemCoop se fez representar e, numa partilha de experiências, informaram-nos que já não era a primeira edição que visitavam, e que contavam voltar nos próximos anos. Desde modo, percebemos que a Braga Romana deve ser pensada não só para o bracarenses mas também para os turistas.

Por esse motivo, sugerimos que numa próxima edição se marquem as portas do mercado romano e que, em cada uma delas, haja uma tenda da organização, podendo assim acolher todos os visitantes da Braga Romana, pois foram muitos os que nos pediram informações e programas, julgando que, devido à nossa localização e caráter distinto na decoração, pertencíamos à organização. Igualmente importante é a criação de pontos de descanso, para que o evento se torne acessível a todos, pois o espaço do mercado é muito alargado, o que faz com que seja difícil para algumas pessoas percorre-lo todo sem ter onde descansar, sobretudo a população senior.

No entanto, a XII edição de Braga Romana teve uma forte melhoria no que diz respeito ao envolvimento dos bracarenses no evento. De um modo geral, todos tiveram oportunidade de fazer parte da recriação histórica de Bracara Augusta, desde a possibilidade de participar em diversos concursos como, por exemplo, o da família romana ou do casamento romano, ou mesmo de fotografia, até à participação nos diversos cortejos, durante o dia para os mais pequenos e durante a noite para os mais graúdos.

Esta foi, na nossa opinião, a edição que mais se envolveu com a comunidade e que desafiou todos a serem mais do que visitantes do mercado. Para aJovemCoop nada faz mais sentido do que comemorar as origens de Bracara Augusta com os verdadeiros descendentes dos Bracaraugustanos. Só desse modo faz sentido reviver Bracara Augusta.

Muitas já foram as provas dadas de que os cidadãos aderem às atividades realizadas na cidade e que gostam de viver numa cidade ativa e dinâmica, a Braga Romana é uma delas. Por esse motivo sugerimos que fique atento ao programa da Semana da Juventude de Braga que já iniciou no dia 24 e que termina no dia 31 de maio. Também a JovemCoop marcará presença numa atividade em parceria com a associação Respira, no dia 31 de maio, pelas 10h nos escadórios do Bom Jesus. Nesta atividade cooperação, temos o objetivo de alertar toda a população para o Dia Mundial Sem Tabaco e, por isso, vamos desafia-lo a subir os escadórios de forma original. Contamos consigo.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

28 Novembro 2020

Ilusão verde

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho