Correio do Minho

Braga, terça-feira

Braga é a cidade europeia do desporto 2018

Obrigado, Pedro Passos Coelho

Escreve quem sabe

2018-01-20 às 06h00

Manuel Barros

Braga é a Cidade Europeia do Desporto 2018! O Theatro Circo esgotou. Engalanou-se e para realização de um belíssimo evento, para assinalar a efeméride. Num espetáculo marcado pela simplicidade e pela notoriedade de uma plêiada, de ilustres atletas e artistas, de autoridades políticas e desportivas, onde pontuaram os responsáveis nacionais e europeus pela ACES e pela atribuição desta distinção, à nossa cidade.
Uma cerimónia que confirmou, o compromisso e a identificação das políticas municipais do desporto e da cultura do Município, com os princípios que determinaram a atribuição. Prova de confiança no presente e no futuro da cidade e do concelho de Braga, no contexto regional, nacional e internacional, desta vez no desporto. Depois de em 2016 ter sido a Capital Ibero-Americana da Juventude, pela contribuição do município para o desenvolvimento de estratégias e de políticas públicas destinadas a garantir os direitos dos jovens, e na consolidação do movimento associativo.
Movimento associativo que foi protagonista de um tributo dos bracarenses, pela mão dos alunos do colégio D. Diogo de Sousa. Um gesto do Município, que marcou o excelente momento cultural, em torno de uma encenação da história do desporto, a partir das origens romanas de Bracara Augusta até ao futuro. Num serão cultural onde não faltaram os bailarinos, os atores de teatro, que as associações desportivas do concelho. A atuação do músico e artista Hugo Torres, que interpretou o Hino da CED Braga 2018, e a presença marcante da de Rui Veloso, com os temas musicais que fizeram vibrar as várias gerações, que marcaram presença no salão nobre da cidade.
Este galardão é, com toda a certeza, o corolário de reconhecimento pela excelente dinâmica associativa juvenil, cultural, desportiva e social do concelho, que se distingue de forma cada vez mais diferenciadora, no contexto desportivo nacional. Cumprindo o objetivo de promover o reconhecimento das administrações públicas locais, que se destacam pela qualidade e o empenho das suas políticas de desenvolvimento e de promoção de boas práticas desportivas e de promoção de hábitos de vida saudável, que estão a ser implementadas.
Braga registou nos últimos anos, uma evolução muito significativa na estrutura urbana, muito apreciada pelos bracarenses e reconhecida no país e na Europa. Uma aposta que precisa de alguns ajustamentos e de melhoria contínua, de forma a ajustar a prática desportiva ao bem-estar e à segurança dos praticantes. Um esforço bem visível na quantidade de obras que estão em curso. Uma visão política de futuro, cujos sinais são evidentes, a avaliar pela qualidade e pelo sucesso das candidaturas, que têm merecido a escolha das entidades respon- sáveis.
O resultado direto dos empreendimentos, programas e projetos e que foram concretizados no primeiro mandato autárquico e que continuam em escala e a bom ritmo, confirmando Braga como uma cidade de campeões e, sobretudo uma verdadeira cidade de desporto para todos O desporto é, nesta perspetiva, um meio privilegiado de educação para a cidadania e de transmissão de valores e de atitudes. Um palco social por excelência, na aproximação das comunidades, na aceitação da diversidade, na promoção do respeito pelos direitos dos outros, do desenvolvimento do sentido de justiça, e no decisivo papel de fator de inclusão social.
Assim, o desporto também deve ser encarado como um instrumento de desenvolvimento local e regional, garantindo a sustentabilidade das suas infraestruturas e organizações. Deste modo, a economia do desporto tem vindo a assumir uma importância crescente no quotidiano individual e social, através da consolidação do seu papel, no contexto atual da políticas públicas nos mais diversos setores e numa lógica cada vez mais integrada. Tem sinergias com o turismo, e pode estimular a modernização de infraestruturas e a emergência de novas parcerias para o financiamento de instalações desportivas e de lazer.
Por outro lado, apesar da importância económica do desporto, a grande maioria das atividades desportivas tem lugar no quadro de estruturas sem fins lucrativos, muitas das quais dependem do apoio público para poderem oferecer a todos os cidadãos o acesso a atividades desportivas de base e de lazer, numa perspetiva intergeracional que tem uma excelente oportunidade de desenvolvimento, com a implementação do Programa Nacional Desporto para todos.
O desporto na sua dimensão social fomenta a noção de pertença, e estimula a participação cívica da aproximação de gerações, pela aposta na prática desportiva, devendo ser assumida como um instrumento de inclusão social nos mais variados contextos culturais, económicos e educativos. Sendo nesta perspetiva, que a Cidade Europeia do Desporto se afirma com o propósito de disponibilizar espaços e potenciar sinergias que favoreçam oportunidades de apoio ao desenvolvimento de atividades de culturais, educativas e associativas, relacionadas com a prática desportiva nos mais diversos contextos, para que depois de 2018, tudo seja diferente.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

20 Fevereiro 2018

Amor Patológico

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.