Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Boas notícias para a saúde

Saboaria e Perfumaria Confiança – pela salvaguarda do seu património

Ideias

2016-12-27 às 06h00

Paulo Monteiro

A maioria das notícias que nos chegam trazem sempre uma car- ga negativa muito grande. Foi isso mesmo que aconteceu em relação à BIAL nos últimos tempos. As notícias que vinham de França não eram nada boas. Mas também há notícias positivas em relação à maior farmacêutica portuguesa. Este mês, a Comissão Europeia aprovou a indicação terapêutica do medicamento para a epilepsia (acetato de eslicarbazepina), para adolescentes e crianças com mais de seis meses.

A notícia é excelente e quase passou despercebida. Mas este é o primeiro fármaco de patente nacional e o medicamento para a epilepsia representa um marco histórico para a indústria farmacêutica portuguesa. É que, não nos podemos esquecer, a epilepsia é uma doença neurológica que atinge 50 milhões de pessoas. Só na Europa há seis milhões de portadores e são detectados todos os anos 100 mil novos casos em crianças e adolescentes.

Por isso, a BIAL hoje está de parabéns e mais ainda por, nos últimos anos, ter canalizado mais de 20% da sua facturação anual (mais de 40 milhões de euros) para a I&D centrada nas neurociências, no sistema cardiovascular e imunoterapia alérgica. Por todas estas razões, só nos podemos sentir orgulhosos de sermos portugueses. E por estes motivos devemos anunciar as boas notícias que nos surgem da medicina. Bem sabemos o quanto é excelente ver um medicamento português para a epilepsia ser aprovado não só pela Comissão Europeia, mas também pela FDA (regulador norte-americano, a Food and Drug Administration). Mais uma vez Portugal e os portugueses dão cartas, desta feita na indústria farmacêutica!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.