Correio do Minho

Braga, sexta-feira

Atividades no nosso Agrupamento

Investir em obrigações: o que devo saber?

Voz às Escolas

2017-10-30 às 06h00

Hortense Lopes dos Santos

No nosso projeto educativo “Percursos com futuro” valorizamos a diversidade de opções, a verticalidade formativa, a individualidade do itinerário e projeto de vida de cada criança, jovem ou adulto. Construímos percursos orientados para o futuro, com relevância na formação de mulheres e homens socialmente comprometidos, porque o devir começa nas opções que assumimos no presente.

A formação académica, cuja qualidade tem vindo a ser reconhecida, está sempre ligada à nossa preocupação com a formação humanista dos nossos alunos, em que privilegiamos diversos projetos que ano após ano desenvolvemos em diversas áreas, como o ambiente, o bem-estar, a cidadania ativa, entre outros. São muitos os exemplos: Eco-escolas, Parlamento dos Jovens, Educação para a Saúde, Empreendedorismo, Erasmus+…

Alguns destes projetos são complementados por ações desenvolvidas pelo Município e outras entidades da comunidade.
Vamos escrever sobre alguns exemplos e poderiam ser muitos mais.
No dia 21 de outubro, educadoras e crianças dos Jardins de Infância do nosso Agrupamento (e também de outros) apresentaram publicamente, no Museu D. Diogo, os trabalhos desenvolvidos no âmbito do projeto “Ter ideias para mudar o mundo”. Estes trabalhos realizados pelas crianças foram enquadrados e apoiados pelo Município, com base na experiência desenvolvida pelo Centro Educativo Alice Nabeiro, de Campo Maior. Foi comovente assistir ao entusiasmo das crianças na apresentação dos seus trabalhos.

Tivemos na última semana, e neste caso dirigido principalmente a alunas e alunos do ensino secundário, a apresentação do livro “Livres e Iguais” - Projeto de Promoção do Interculturalismo, com o músico Carlão, em parceria com a empresa Betweien. Trata-se de um projeto pedagógico, com o propósito de sensibilizar e acabar com qualquer tipo de discriminação, fundada no princípio da ignorância e do ódio, que bloqueia a construção de uma sociedade intercultural. O livro aborda a questão do racismo, da discriminação étnica e da xenofobia, enquadrados em histórias que permitem aos leitores adquirirem conhecimento e ferramentas para combater atitudes e comportamentos considerados discriminatórios.

Nesta apresentação, Carlão apresentou três textos do livro sobre cada uma das temáticas e que musicou. Um ator apresentou um sketch sobre a discriminação. Foi com entusiasmo que os nossos alunos assistiram e aderiram inteiramente à apresentação.
De realçar ainda as comemorações do “Mês Rosa”, a culminar hoje, 30 de outubro, com o Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama. São várias as atividades realizadas nas escolas do nosso Agrupamento: exposições de laços rosa, exposições de trabalhos dos alunos, colocação de laço gigante no exterior da Escola Básica de Gualtar, participação no peditório da Liga Portuguesa Contra o Cancro, entre outras.

Salientamos que no AE Carlos Amarante, durante todo o mês de outubro foram dinamizadas várias atividades no âmbito da semana da alimentação e do “Mês Rosa”, tendo em vista a promoção de hábitos alimentares saudáveis e a atividade física como forma de prevenção do cancro da mama.
Com as atividades referidas esperamos ter deixado uma pequena semente de humanismo nos nossos alunos e outros virão para continuarem a cumprir o nosso projeto educativo.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.