Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Associação de Estudantes

Parabéns ao IPCA

Voz às Escolas

2016-05-30 às 06h00

Maria da Graça Moura

As Associações de Estudantes constituem uma das grandes manifestações de movimentos juvenis. Por meio de uma associação, quantas vezes os estudantes tomam contacto com as questões políticas e sociais que se lhes colocam, aprendendo o valor da participação democrática.
Democraticidade, Independência e Unidade. São os princípios fundamentais! E é esta a função da escola. Promover, a par do desenvolvimento de competências necessárias para um percurso de futuro profissional de sucesso e de uma existência feliz, atos de cidadania plena. É na escola que se encontram as primeiras grandes situações de sociabilização, de integração e de interação social, de aprendizagens, de partilha, de democracia.

Todo o processo de eleição de uma Associação de Estudantes, regido por estatutos próprios, é um exercício de cidadania, de promoção de comportamentos sustentáveis, ímpar nestes contextos.
Uma Associação de Estudantes tem enquadramento legal nos estabelecimentos do ensino secundário ou superior e representa os estudantes do respetivo estabelecimento de ensino. Elaboram os respetivos estatutos e outras normas internas, elegem os seus órgãos dirigentes, gerem e administram o seu património e elaboram os seus planos de atividade.

No Agrupamento de escolas André Soares desenvolve-se o processo de eleição da Associação de Estudantes na escola sede, como um exercício de interiorização de princípios que incentivarão os nossos alunos a dinamizarem, após o ingresso na escola secundária, práticas de verdadeira democracia. Devidamente coordenado e supervisionado para que seja um exercício de desenvolvimento de boas aprendizagens.

Culminará, no próximo dia um de junho, com a eleição da Associação de Estudantes para o ano letivo que se avizinha, um caminho de vivência democrática. No passado dia dois de maio, reuniram-se os delegados e subdelegados de turma e decorreu a primeira aula, com uma parte teórica. O que é uma associação, quais os estatutos, os órgãos - Assembleia Geral, Direção, Conselho Fiscal. Que passos a dar para encetar este caminho, este percurso dinâmico. Segue-se um TPC - reunir com os colegas, pensar a escola, os seus problemas, o que precisa de ser alterado, ir de encontro aos interesses dos alunos, suas necessidades, fazer uma escola melhor, apresentar propostas de mudança. E, finalmente, uma atividade prática e de envolvimento - angariar proponentes, validar o processo.

Decorrem dois dias de campanha eleitoral. Para os elementos das listas e os seus apoiantes é um período de teste. É nesta fase que se detetam e se descobrem interesses até à data adormecidos. Muitas vezes o tal sinal que dita um percurso de vida diferente.
Têm então que convencer os eleitores de que o seu plano de atividades é o melhor, o que mais serve a escola e os seus interesses. A prova da qualidade deste trabalho confirma-se no dia das eleições.

Esse, o dia das eleições é, por si só, neste processo, um exercício de cidadania ativo, participativo. Queremos que os nossos alunos sintam que a sua voz deve ser ouvida no local certo, que tomem consciência que a ausência de participação, que tanto cresce a cada ato eleitoral nacional, deve ser combatida. É fundamental, fundamental mesmo, que os alunos votem, que aprendam que o seu voto é importante para o bem da sua escola e, mais tarde, para um melhor futuro para o seu país.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

19 Dezembro 2018

O que nos distingue

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.