Correio do Minho

Braga, quarta-feira

As Bibliotecas e os encontros com escritores

‘Tu decides’ e o AE Maximinos move-se pela cidadania

Voz às Bibliotecas

2017-03-30 às 06h00

Rui A. Faria Viana

As bibliotecas públicas ao incluírem nas suas actividades de extensão cultural iniciativas que visam a promoção e a divulgação dos escritores e da sua obra, estão a contribuir para criar e satisfazer as necessidades de leitura de muitos utentes. Assumindo vulgarmente a designação de encontros ou conversas, habitualmente, os escritores apresentam a sua obra, relatam experiências e, por vezes, desvendam alguns aspectos desconhecidos dos leitores que estão na origem das suas motivações para escreverem determinados textos. Estas sessões, além de despertarem e até estimularem a criação literária e o gosto pela leitura, contribuem de uma forma decisiva para um melhor conhecimento dos autores e dos seus textos.

Desde 2010 que a Biblioteca Municipal de Viana do Castelo desenvolve um programa com estas características de forma sistemática e sem qualquer interrupção a que designou À conversa com…, sendo uma iniciativa destinada a promover, em torno do livro, o diálogo e a troca de conhecimentos com escritores nacionais, proporcionando a todo o tipo de leitores a oportunidade de conviverem de perto com os autores e a sua obra. Pretende-se que esta actividade seja um espaço de incentivo à leitura, de divulgação da literatura, dos autores da actualidade, de promoção da cultura e do conhecimento, e, sobretudo, de interacção entre o público leitor e os escritores.

Esta iniciativa, de periodicidade mensal, realiza-se na Sala Couto Viana da Biblioteca Municipal e inclui, também, sessões de autógrafos, de apresentação e de lançamento de novos livros. Trata-se de uma conversa à volta de um livro, sempre que possível, recentemente editado por um escritor convidado. De uma maneira geral, conhecer o autor e o livro antes da sua leitura pode despertar no leitor a vontade da sua descoberta. Já o contacto com o autor, após a leitura do livro, pode criar cumplicidades e aguçar a vontade de novas leituras, cumprindo-se deste modo o importante papel de uma biblioteca pública: estimular e fomentar o gosto pela leitura.

Para além desta iniciativa é importante referir também a existência de um clube de leitura associado a estas conversas que possibilita a leitura e a análise antecipada do livro a ser apresentado na sessão que, por sua vez, permite a realização de sessões mais participadas e interessantes.

Por estas conversas passaram já autores como Luandino Vieira, António Manuel Couto Viana, Richard Zimler, Mário Zambujal, Rui Cardoso Martins, Alexandra Lucas Coelho, E. S. Tagino, João Tordo, Valter Hugo Mãe, Francisco Moita Flores, José Luís Peixoto, Francisco José Viegas, Gonçalo M. Tavares, Afonso Cruz, Mia Couto, José Eduardo Agualusa, Álvaro Laborinho Lúcio, Maria João Ruela, Eugénio Lisboa, Raquel Ochoa, Afonso Reis Cabral, Alberto S. Santos, Marlene Ferraz, João Tordo, Jacinto Lucas Pires, Cristina Carvalho, João Ricardo Pedro, Gonçalo Cadilhe, António Mega Ferreira, Mário Augusto, Júlio Magalhães, Alexandre Quintanilha, Mário Cláudio, Carlos Fiolhais, Sérgio Godinho, Hélia Correia, J. Rentes de Carvalho, Maria Teresa Horta, Onésimo Teotónio Almeida, Inês Pedrosa, Luís Miguel Rocha, Teolinda Gersão, Domingos Amaral, Nuno Camarneiro, Francisco Azevedo, José Manuel Saraiva, Fernando Dacosta, Cândida Pinto, Tiago R. Santos, Manuel Jorge Marmelo, Ana Margarida de Carvalho, Frei Fernando Ventura, Lídia Jorge e José Pacheco Pereira. E outros irão passar. Até porque as suas intervenções ajudam a perceber melhor a importância da palavra, da escrita e da literatura, e contribuem para uma melhor percepção do mundo à nossa volta.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.