Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +

Apenas respire – como a respiração afeta a mente e o corpo

A Galinha fala de choca

Apenas respire – como a respiração afeta a mente e o corpo

Voz à Saúde

2022-11-29 às 06h00

Ricardo Pinto Ricardo Pinto

É comum ouvir, durante uma situação stressante, para 'apenas respirar'. Acontece que concentrarmo-nos na nossa respiração é bastante útil para influenciar o nosso estado mental e físico. Respirar é uma função essencial, que muitas vezes passa despercebida na nossa vida quotidiana e o conceito de prestar atenção à respiração e aos seus efeitos não é novo. As práticas de relaxamento como o yoga, que existem há milhares de anos, incorporam o ato de dar atenção e regular a respiração.
Podemos ter consciência de que a qualidade e o ritmo da nossa respiração alteram consoante distintas situações, como por exemplo quando sustemos a respiração antes de um grande evento, ou hiperventilarmos em situações de pânico ou crise, ou talvez quando notamos a respiração lenta e constante de alguém quando está a dormir ou a descansar.
O próprio ato de prestar atenção à respiração demonstrou reduzir a atividade na amígdala - a parte do nosso cérebro relacionada com a regulação das emoções e um simples exercício de prestar atenção à respiração, pode aliviar estados emocionais alterados.
Respirar mais profunda e lentamente tende a ativar um sistema corporal conhecido como o sistema nervoso parassimpático, também conhecido como o sistema responsável por induzir um estado de relaxamento no corpo e que pode diminuir o ritmo cardíaco e a pressão sanguínea. Em contraste, uma respiração mais superficial e rápida tende a ativar o sistema nervoso simpático, que é responsável por estimular a resposta do nosso corpo ao stress e pode aumentar a pressão sanguínea e a frequência cardíaca.
É importante notar que, quando se presta atenção à respiração, é menos provável que se preste atenção a pensamentos angustiantes que podem afetar negativamente a forma como nos sentimos e concentrarmo-nos menos nesses pensamentos pode, portanto, ser uma razão para que a concentração na respiração possa ser tão útil.
As pesquisas mostram que os exercícios de respiração podem reduzir sintomas de ansiedade, insónia e stress e embora estes exercícios não possam ser considerados uma receita milagrosa, podem efetivamente levar à redução e alívio da angústia e melhoria na forma como nos sentimos.
Existem diversos exercícios de respiração validados e todos consideram características importantes, tais como:
- Concentração na respiração;
- Contagem, para garantir que a respiração é lenta e regulada (por exemplo, 5 segundos inspirar pelo nariz, 4 segundos de pausa e 6 segundos expirar pela boca);
- Assegurar que a respiração desce até à zona do abdómen ou do estômago, em vez da ‘respiração do peito’ (podemos colocar a mão no abdómen para sentir a barriga subir e descer a cada respiração);
- Praticar com alguma regularidade estas técnicas de respiração entre 5 a 10 minutos, seja quando nos encontramos relaxados, bem como quando notamos sinais de stress.
Algumas pessoas descobrem que concentrar a atenção na respiração pode aumentar os sintomas de pânico e hiperventilação. Se for o caso, as técnicas respiratórias podem não ser as mais adequadas e aconselha-se experimentar outras técnicas de relaxamento físico, tais como o relaxamento muscular progressivo.
Lembre-se, cuide de Si! Cuide da Sua saúde!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho