Correio do Minho

Braga, sábado

Agricultura sustentável é o caminho

Mobilidade Sustentável

Ideias

2013-04-17 às 06h00

Pedro Machado

Realizou-se na passada semana a feira da agricultura, a 46.ª edição da AGRO, cada vez mais revitalizada, com dinâmica, demonstrando que com capacidade e vontade fazem-se coisas que engrandecem a cidade a região e o país!
A AGRO assume-se já como uma das feiras mais importantes do setor, uma montra do que melhor existe no nosso país. Pretende-se agora, também, alcançar a internacionalização.
Quase a comemorar meio século de realização, a AGRO e a cidade de Braga tem uma ligação indissociável, esta feira é, sem dúvida, um ícone da região minhota.

Sob o lema Agricultura é o caminho, a AGRO 2013 foi a melhor AGRO de sempre, batendo todos os recordes anteriores, assinalando o crescimento sustentado que tem vindo a acontecer nos últimos anos.
Um crescimento de 35% no número de expositores, quase 90 mil visitantes destes, mais 25% de visitantes profissionais, muitas atividades paralelas: seminários, concursos, exposições, concertos, entre outras. Sem dúvida que a AGRO agrada e interessa quer a profissionais quer ao público em geral, o que potencia o seu êxito.

O sucesso desta feira é também sucesso para a cidade de Braga, quer em termos de notoriedade, quer em termos de atra-cão de agentes económicos do setor.
Na situação económica que o país atravessa, o setor da agricultura é fundamental, poderá ser um caminho para desenvolver o empreendedorismo, potenciar o emprego e as exportações é, portanto, uma área a ter em conta.

Dadas as dimensões de Portugal, não poderemos pensar em produção de grandes quantidades, a aposta deverá ser nos produtos de qualidade, potenciar o valor em vez da quantidade.
Deveremos também apostar na agricultura sustentável, garantir a continuidade dos ecossistemas e, simultaneamente, retirar do próprio ecossistema os recursos necessários às culturas. A agricultura sustentável tem três objetivos principais.

Em primeiro lugar, a conservação do meio ambiente. Mais uma vez, temos que compreender que os recursos naturais do planeta são limitados, o futuro só poderá ser garantido e sustentável se, compreendendo este facto, fizermos tudo para conservar os recursos de que dispomos. Para além dos meios de produção, a agricultura sustentável também deve ter em conta a correta gestão dos resíduos que gera. Contudo, ao retirar muitos dos recursos utilizados do ecossistema, a quantidade de resíduos gerada será também menor.

Uma das formas de agricultura sustentável é a agricultura biológica que tem vindo a ser uma aposta cada vez mais certeira. Apesar dos produtos gerados poderem ter uma qualidade inferior em termos de aparência e serem um pouco mais caros, tornam a alimentação mais saudável e natural pois não utilizam pesticidas. Ora numa sociedade que, cada vez mais, valoriza a saúde e o retorno aos produtos tradicionais, os produtos biológicos acrescentam valor e poderão ser um nicho de mercado em crescimento.

A agricultura sustentável tem também como objetivos a criação de unidades agrícolas lucrativas e prósperas, ou seja, a capacidade que uma determinada unidade agrícola tem de continuar a produzir, sem esgotar os recursos do solo e com o mínimo de aquisições do exterior.
No passado fim-de-semana, na AGRO, discutiram-se estas e outras temáticas, nunca esquecendo o lema desta edição: “A Agricultura é o caminho”. Acrescento eu: a agricultura sustentável é o caminho.

A AGRO é uma feira com história e é, acima de tudo, uma festa das tradições agrícolas da região minhota, o seu crescimento engrandecerá cada vez mais a cidade e a região.

Nota: Mas, este fim-de-semana, Braga celebrou outra festa! Não posso deixar de assinalar também a vitória histórica do Sporting Clube de Braga na Taça da Liga, um merecido troféu para a consistência dos resultados e pelo crescimento do número de adeptos. Tenho esperança que mais títulos surgirão.
Parabéns ao clube e à cidade!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.