Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Agregação ou partilha: qual o caminho?

Os investimentos dos empresários da diáspora em Portugal

Voz às Freguesias

2017-02-14 às 06h00

Agostinho Soares

Aproxima-se a conclusão do primeiro mandato autárquico após o processo de reorganização administrativa das freguesias. Sempre considerei que foi um processo mal perspectivado, mal negociado, mal conduzido e mal avaliado em termos dos resultados desejados. Processos deste tipo deveriam ser tratados com tempo, com respeito pelas populações, com visão estratégica do modelo a alcançar e, ponderados em relação aos seus efeitos práticos na redução das estruturas do Estado e poupança de recursos.

Uma reorganização administrativa deveria passar por uma racionalização, de todos os serviços de proximidade, não apenas das Freguesias, mas de todos os serviços públicos ao nível regional e local, muitos deles mal dimensionados e ineficientes e ainda de toda a rede de estruturas sociais, culturais, desportivas construídas e financiadas sem qualquer análise prévia de custo-benefício algumas dos quais em total subaproveitamento ou sem utilidade social.

Em vez de agregar freguesias, deveria ser seguida uma política de partilha de equipamentos. Reduzir a despesa pública, ser-vindo em simultâneo um maior número de pessoas, deveria ser o caminho a seguir. Na zona geográfica em que Crespos e Pousada estão inseridos são muitas as carências em termos de equipamentos sociais, industriais e de lazer.

Investir nestas áreas de acção, partilhando com as freguesias vizinhas quer as infra-estruturas quer a localização das mesmas é o meu desafio. Um pavilhão gimnodesportivo, uma piscina coberta, uma residência para idosos, um parque industrial que alojasse as pequenas empresas, são exemplos de investimentos que poderiam ser partilhados quer nos custos quer na sua utilização.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Freguesias

26 Julho 2017

O Sorriso

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.