Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +

Agência Europeia para o Empreendedorismo

A Galinha fala de choca

Agência Europeia para o Empreendedorismo

Ideias

2022-11-26 às 06h00

Vasco Teixeira Vasco Teixeira

A União Europeia tem mais 15 mil startups do que os EUA. No entanto a avaliação de mercado das 247 mil startups tecnológicas da União Europeia é sómente cerca de 10% do valor das 231 mil startups dos Estados Unidos.
O empreendedorismo é o principal motor da inovação, da criatividade, da competitividade e do crescimento económico. O empreendedorismo e as pequenas e médias empresas (PME) são, particularmente para a economia europeia, a mais importante fonte de criação de emprego e de dinamização dos negócios e da inovação. São as novas empresas, em especial as PME, que geram mais novos postos de trabalho na Europa.
No entanto só uma pequena fração das empresas startups criadas em Portugal são de base tecnológica. A aposta na inovação tecnológica assim como o financiamento, que é crucial na fase inicial (prova de conceito e desenvolvimento de protótipos) devem ser comtemplados por programas específicos. Portugal necessita de continuar a investir no Conhecimento e na Inovação como alavanca para o crescimento socioeconómico e o desenvolvimento sustentável.

Uma startup é uma empresa ou projeto jovem, lançado por um grupo de empreendedores para criar, desenvolver, e/ou validar um modelo económico escalável e repetível, normalmente na forma de um produto inovador e modelo de negócio e/ou de um novo segmento de mercado.
Tendo em conta o seu desenvolvimento, as startups podem estar em diferentes estágios de evolução, o que implica necessidades distintas no que respeita a incentivos, capital e gestão de risco.
A Agência Europeia para o Empreendedorismo (?Europe Startup Nations Alliance?) – ESNA – é a primeira entidade com a missão de apoiar os governos europeus na melhoria das condições estruturais para as startups, para garantir que possam crescer em qualquer estágio do seu ciclo de vida. Esta entidade foi proposta durante a presidência portuguesa do Conselho da UE em 2021.

A Agência Europeia para o Empreendedorismo (ESNA) é, assim, a nova entidade europeia de apoio ao empreendedorismo tecnológico. Tem como principal missão projetar a Europa no panorama do empreendedorismo mundial, apoiando as startups europeias na sua afirmação e competitividade no mercado global.
A ESNA terá representação permanente em Lisboa. Com sede no Pavilhão de Portugal, a ESNA marca o início da fase de implementação da EU Startup Nations Standard (EU SNS), declaração assinada por 27 países – 26 Estados-membros da União Europeia e a Islândia – na qual são identificados oito padrões de alavancagem para garantir que as startups europeias aproveitam as condições mais favoráveis para crescer em todas as fases do seu ciclo de vida.
De entre os objetivos desta aliança (ou agência) destacam-se:
- Monitorizar de forma contínua a informação sobre o ecossistema de empreendedorismo nos países 
-Partilhar melhores práticas
-Fornecer apoio técnico aos países na implementação de mudanças concretas

Os oito padrões de alavancagem de Startups são:
1-Acelerar e simplificar a criação
de startups;
2-Atrair e reter talentos;
3-Stock options;
4-Inovar na regulamentação;
5-Facilitar a aquisição de Inovação;
6-Facilitar o acesso ao financiamento;
7-Inclusão social, diversidade
e proteção dos valores democráticos;
8-Digital primeiro.

Portugal formalizou este ano a sua participação no processo de criação de um Fundo de Fundos europeu destinado a start-ups e scales-ups europeias, por forma a permitir o acesso a rondas de investimento de verbas mais elevadas, necessárias nas suas últimas fases de desen- volvimento. Pretende-se promover a retenção na Europa deste tipo de empresas, evitando, assim, o êxodo que se observa na deslocalização para outras regiões (nomeadamente EUA). Este instrumento resultará de parcerias entre os Estados-membros e o FEI com o objetivo de atingir uma dotação de 10 mil milhões de euros.
Com a vinda do Web Summit para Portugal muito destaque tem sido dado às startups tecnológicas, sendo um excelente palco para os nossos empreendedores apresentarem as suas inovações a grandes investidores internacionais. As startups portugueses estão de parabéns pelos resultados que têm alcançado nos últimos anos.

Portugal é cada vez mais um local de destaque pela sua qualidade de vida, segurança, clima, cultura, talento e ambiente favorável aos negócios, o que tem sido fator determinante para a criação de um ecossistema de startups dinâmico e em forte expansão. Segundo o InnovationScorecard EU, Portugal é o 12º país mais inovador da União Europeia.
O ecossistema português de startups é ainda jovem,mas com um ritmo acelerado e constante de crescimento, representando 1,1% do PIB do país. Já existem mais de 2150 startups criadas em Portugal, e que geram 25.000 empegos.

Portugal tem 7 empresas “Unicórnio” (termo utilizado para as startups que já têm uma valorização superior a 1000 milhões de dólares) são elas a: Farfetch, OutSystems, Feedzai, Talkdesk, Remote, SWORD Health, e Anchorage.
É importante continuar a estimular maiores laços de cooperação entre as universidades e centros tecnológicos com o tecido sócio-económico em geral, e em particular com as empresas emergentes, para assim fortalecer a base científico-tecnológica das empresas e contribuir para a promoção da competitividade e inovação através da especialização inteligente.
O crescimento da economia portuguesa também dependerá muito da capacidade de se estimular a competitividade a nível regional.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho