Correio do Minho

Braga,

- +

A todos os enfermeiros portugueses o meu desejo de boas festas!

Economia do mar e desenvolvimento sustentável em Portugal

A todos os enfermeiros portugueses o meu desejo de boas festas!

Escreve quem sabe

2018-12-31 às 06h00

Humberto Domingues Humberto Domingues

Mais um ano que se aproxima do fim. E com isso, nasce um novo ano, também!
Este ano de 2018, foi em minha opinião, um extraordinário ano, na luta, reivindicação e visibilidade para a ENFERMAGEM E ENFERMEIROS PORTUGUESES. Travaram-se várias lutas, que ainda não estão terminadas. Diz-se que pelo desgaste que os ENFERMEIROS provocaram, caiu um Ministro da Saúde.

Neste aproximar de final de ano, permitam-me que atribua as minhas escolhas, dando grande relevo a:
• Movimento da Greve Cirúrgica;
• Enfermeiros contribuintes, para o fundo da Greve Cirúrgica;
• Sindicatos ASPE e SINDEPOR, por se colocarem ao lado dos ENFERMEIROS e decretarem a GREVE CIRÚRGICA, nos moldes em que foi decretada, merecendo aprovação do parecer da PGR;
• ENFERMEIROS PORTUGUESES dos 5 Blocos Operatórios em GREVE CIRÚRGICA;
• ORDEM DOS ENFERMEIROS com as suas Secções Regionais e a sua Bastonária, Enfª. Ana Rita Cavaco.

Apesar dos insultos a que fomos sujeitos pela titular da pasta da Saúde, e às injúrias, afrontas, enxovalhos que nos tentam fazer e em desacreditar a nossa Classe, somos nós, ENFERMEIROS, o sustentáculo do SNS. Somos nós ENFERMEIROS que acompanhamos todo o ciclo vital do Homem, que estamos 24 sob 24 horas, 365 dias por ano, junto à cabeceira da cama. Somos nós ENFERMEIROS, que muitas vezes, quando este ciclo vital termina, que fechamos os olhos destes pacientes, para iniciarem o caminho para a eternidade. Somos nós ENFERMEIROS, tantas e tantas vezes que colhemos em nossos braços e ouvimos o primeiro choro dos bebés e os colocamos ao peito da Mãe. E depois damos as boas-novas aos pais que ansiosos esperam esta notícia.

Caros Colegas ENFERMEIROS PORTUGUESES, o momento é de muita firmeza e de nervos de aço, porque os mesmos que nos aplaudem nos bastidores reconhecendo o nosso trabalho e mérito, são os mesmos que à luz dos holofotes, para poucos minutos de fama pacóvia, oca, fútil e idiota, verborreiam opiniões, carregadas de ignorância, na tentativa de amedrontar, desmoralizar e tentar dividir, o que agora está mais unido do que nunca.
Neste Natal que já passou, tal como em tantos outros, muitos de vós Colegas, deixaram as Famílias, para estarem de serviço, a tratar de outras pessoas, doentes. É a obrigação da nossa Profissão. Mas a realidade é que deixamos os nossos, para tratar dos outros. Na passagem de ano, repete-se.

Aos Colegas que acolheram e trataram os meus Familiares, e ainda há 15 dias e daí até agora, isso aconteceu, o meu muito obrigado pela Vossa dedicação e profissionalismo.
2019 está aí! Já bate à porta. Teremos concerteza, muitos dias de luta, tristezas e aborrecimentos, mas teremos também dias de glória, alegria e orgulho de ser-mos ENFERMEIROS.
Nunca esqueçamos: “uns adoram-nos pelo que somos, outros odeiam-nos pelo mesmo motivo”.
JUNTOS SOMOS MAIS FORTES! Assim o queiramos e saibamos sê-lo.
Bom Natal. Boas Festas e Feliz Ano Novo.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

11 Abril 2021

A literatura e a língua

11 Abril 2021

Culpas à parte

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho