Correio do Minho

Braga,

- +

A recolha seletiva e a falta de civismo

Como vai ser a proteção do consumidor europeu nos próximos anos

Ideias

2017-10-18 às 06h00

Pedro Machado Pedro Machado

Lamentavelmente escrevo esta crónica pelo que se tem vindo a verificar, nestas últimas semanas. Como cidadãos não temos só direitos, pois também temos deveres para com a sociedade e cumprir regras de deposição de resíduos é um desses deveres!
Colocar resíduos na rua fora dos dias/horas de recolha não é um direito, é uma infração e uma ilegalidade, uma falta de respeito para com os outros cidadãos.

Colocar resíduos indiferenciados junto ao ecoponto leva a que se pense que o mesmo está cheio, provocando escorrências, sujidade nas tampas dos ecopontos e maus-cheiros. Já para não falar da colocação de resíduos indiferenciados dentro dos ecopontos: restos de comida, animais e outro tipo de sujidades, que causam sujidade do ecoponto, e inviabilizam a reciclagem do material que outras pessoas tiveram o cuidado de separar.

Colocar resíduos de grandes dimensões, sem solicitar a recolha de monstros está errado, pois os camiões da recolha indiferenciada não conseguem recolher esse tipo de resíduos. Não, esses resíduos não são recicláveis, não devem ser colocados junto aos ecopontos. Resíduos recicláveis são: papel/cartão (caixas de cartão espalmadas e dobradas), EMBALAGENS de Vidro (garrafas e frascos, vidros de janelas não devem ser colocados junto aos ecopontos), EMBALAGENS de Plástico e Metal, de preferência espalmadas e SEM RESTOS.

Colocar resíduos, ainda que recicláveis fora do ecoponto também não é uma atitude correta, mas sim, mais um ato de falta de cidadania, falta de consideração e falta de civismo.
Quando o ecoponto está cheio deve procurar-se outro, ou então, aguardar a sua recolha.
Há ecopontos que enchem mais frequentemente, no entanto, o que se passa, muitas vezes, é que o ecoponto não está cheio, alguém colocou algum saco que ficou encravado na entrada do marco (os resíduos deveriam ser despejados soltos dentro do ecoponto e não em sacos fechados), sem que as pessoas se preocupem em empurrar devidamente e, quem vem a seguir, pensa que está cheio e coloca fora, o que não deveria acontecer.

Ou então, não se dão ao trabalho de dobrar e espalmar caixas de cartão, deixando fora e levando a que se pense que o ecoponto está cheio.
Quando há resíduos recicláveis fora do ecoponto, como os mesmos são recolhidos com recurso a grua e sendo as viaturas altas, os colaboradores terão que, após a recolha, colocar os resíduos que estão fora, dentro do ecoponto, para que possam ser colocados dentro do camião, fazendo com que a recolha de um ecoponto demore o dobro do tempo e atrasando a recolha dos restantes ecopontos.

Acresce ainda, a existência frequente de carros estacionados em frente aos ecopontos, impossibilitando a sua recolha.
Portanto, todas estas atitudes, prejudicam o funcionamento do sistema de recolha.
Não podemos retirar ecopontos por ser indevidamente utilizados, caso contrário, teríamos de retirar inúmeros ecopontos.
A Braval apela à população que informe sempre que um ecoponto se encontre cheio e, caso o lixo colocado fora seja indiferenciado (doméstico ou entulho) solicitem a limpeza às câmaras municipais (no caso de Braga à AGERE).

Apelamos também, à denúncia dos infratores, caso haja conhecimento dos mesmos. As infrações deverão ser denunciadas.
Como sabe, a colocação de resíduos fora dos contentores, é PROIBIDA e punível com Coima. É LAMENTÁVEL que atos de falta de cidadania dos cidadãos, ponham em causa todo um sistema de recolha de cerca de 1300 ecopontos, pois a Braval é responsável pela recolha seletiva nos municípios de Braga, Amares, Vila Verde, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho e Terras de Bouro.
Nenhum modelo de recolha é perfeito, mas nenhum subsiste à falta de cidadania e de civismo. Não temos só direitos, também temos deveres para com a sociedade.
Ajude-nos, ajudando-se!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho