Correio do Minho

Braga, sábado

- +

A Pandemia do medo

Rendimento Universal Garantido

A Pandemia do medo

Escreve quem sabe

2020-05-22 às 06h00

Carlos Alberto Cardoso Carlos Alberto Cardoso

Ontem, ouvia uma alta responsável pela saúde alemã a dizer que “vinha aí uma nova vaga da pandemia, só não se sabia quando e com que dimensão”. E, por isso, devíamos ser prudentes nas nossas ações e, sobretudo, na prevenção.
A imunidade das populações ronda entre os 2 e os 12%, o que significa que mais de 80% da população está disponível para alojar o novo vírus. E, naturalmente, esta realidade assola-nos de medo nos próximos tempos. No entanto, não nos podemos resignar e aceitar este estado sem dar luta. O medo está impregnado de solidão, desespero e loucura. Dizem-nos que “vai ficar tudo bem”, mas a definição de “bem” está em constante mutação, tal como o coronavírus.
O nosso futuro tem de estar para lá do horizonte, para lá do vírus, para lá do medo. Queremos a normalidade, mas ela já não é, nem será a mesma que conhecíamos. Temos de reprogramar as nossas vidas, com todas as incertezas que nos aguardam, mas também com a coragem, a resiliência e a determinação que sempre nos reconheceram.
Hoje, e pela primeira vez em dois meses, vou sair para almoçar com um amigo, de quem já tenho grandes saudades. Escrevia-me ele por sms: “Vamos a um dos restaurantes do centro de Braga, que estão quase vazios”. Sim, isto vai levar o seu tempo e nem todos sobrevirão a estes tempos terríveis. Mas partirá de nós a mudança e a normalidade tão desejadas.

Participei esta semana numa videoconferência sobre “O futuro do Turismo e o estado de emergência”. Fiquei impressionado com o trabalho que está a ser desenvolvido, entre campanhas e comunicação, fiquei com uma ideia que se vai aplicar a todos os nossos dias, o “Safe and Clean”. Não é apenas um selo, um certificado, é muito mais que isso. É um conceito de segurança, higiene e limpeza. Esta é a marca da normalidade. Queremos circular por corredores “Safe and Clean”, isto é, queremos circular tranquilos, seguros e sem medos.

Até agora, a discussão andava à volta do incentivo e promoção do uso de transportes públicos em detrimento dos automóveis. Hoje, e face à atual situação, acreditamos que o automóvel possa ser o meio de deslocação mais “Safe and Clean” e até o meio de lazer, ao convidarem-nos para espetáculos drive-in. Confesso que nunca pensei que o meu carro, além de meio de deslocação, escritório, quarto, sala de espera, também seria um dia uma sala de espetáculos. Tal como um vírus, nós, seres humanos, temos este dom de nos adaptarmos às novas realidades. Éramos ainda, muito recentemente, desenraizados, filhos do mundo; hoje voltamos aos braços da família, o primeiro estado Seguro e Limpo da nossa existência, ou pelo menos, o primeiro a certificar.
Mas, voltando ao Turismo, além destes corredores seguros e limpos, o plano passa por valorizar o pequeno espaço familiar e o contacto com a natureza. Hoje, mais do que nunca, queremos a natureza, o estado puro onde todos co-habitamos tranquilos e seguros.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

31 Maio 2020

Cansaço psicológico

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho