Correio do Minho

Braga, sábado

A lista das “10 Loucuras”

Calouste Gulbenkian

Escreve quem sabe

2017-12-31 às 06h00

Joana Silva

Estamos a poucas horas da entrada de um Novo Ano, um novo ciclo! Há quem diga, com a razão e não com o coração, que é “apenas mais um ano”, um dia “como os outros” em que apenas se altera uma data e um nome no calendário. Talvez. Talvez o manifesto ou a expressão de quem está desacre-ditado(a), desmotivado(a) numa atitude de conformismo perante o que deseja muito e o que “teima” em não acontecer/realizar. Uma grande fatia da nossa sociedade está simplesmente “adormecida” ou até mesmo cansada das controvérsias da vida.

Costumam dizer popularmente “ remo contra a maré”, numa espécie de fado ou maldição. Todos( as) nós “talhámos” a nossa sorte, se assim o desejar-mos. Ouça a sua voz interior, e num diálogo honesto e sincero, responda à seguinte questão: Tem lutado verdadeiramente em prol dos seus sonhos? Ou será que procrastina (“Deixar para amanhã o que se pode fazer hoje”)? Diz-se sim tantas vezes prontamente, mas intimamente sabe-se que não. Quantas vezes, o trabalho se sobrepõem?! Por esta razão, sucumbimos muitas vezes à desilusão e ao desencanto da vida.

Repare à sua volta, cada vez mais as pessoas perderam o brilho do sorrir. Tornaram-se “pessoas cinzentas”. Algumas dessas estão “doentes emocionalmente”, porque já não acreditam mais e apenas vivem numa espécie de “trabalho- casa”. Não são felizes e sofrem muito. Mas ainda, ao contrário do que se possa pensar ainda é possível “resgatar” a vida.

Neste Novo Ano que se avizinha trace os seus sonhos para 2018! Com coragem e com atitude. Antes de mais, primeiramente deve elaborar uma lista com situações reais e concretas de que gosta muito. O que efetivamente gosta de fazer. Aponte num papel, observe e reflita. Há quanto tempo não faz o que verdadeiramente gosta?! Não acha que está na hora de voltar a focar-se no que realmente lhe faz feliz? Comece então por aí! Em seguida, faça uma nova lista. Uma lista que contenha “10 loucuras”. Surpreenda-se a si próprio.

Esta lista deve ser objeiva e exequível . Devem corresponder a desejos e sonhos que se compromete a realizar mas que o medo muitas vezes se sobrepõe. Deve enumerar do mais fácil para o mais difícil. As mais fáceis no início vão motiva-lo(a). Ao contrário do que se possa pensar as pessoas aspiram desejos emocionais e não materiais.

Que desejos, pode conter essa mesma lista? As mais variadas situações (fica de todo ao seu critério) desde: Uma viagem sozinho; Perdoar alguém cujo arrependimento é sincero e de coração; Declarar-se a alguém; Fazer novos amigos (meter à conversa, mesmo que a sua consciência lhe diga que parece mal); Encontrar a cara metade (Importa clarificar o seguinte, neste aspeto… “fechado(a)” em casa não encontra ninguém, por isso tem de sair muito mesmo que não lhe apeteça; Investir algum dinheiro das suas poupança em algo que deseja muito, mesmo que depois tenha de ter uma atitude mais contida nos seguintes meses etc…

Comece por fazer a lista com as “Loucuras” que quiser e concretize a numero 1 na primeira noite da transição do ano e se vacilar, siga em frente, mesmo com “o medo” atrás de si. Ande sempre com essa lista e tente visualiza-la pelo menos uma vez por dia (ex. Se tiver agenda, coloque-a logo nas primeiras páginas), por forma a relembra- lo(a) das suas metas para o ano. Não mostre a ninguém, é sua e apenas sua.

A luta pelos sonhos não é fácil mas não é impossível. É um caminho de algum desanimo e haverão momentos para tudo de tristeza, mas o foco deve permanecer. Não olhe para os anos anteriores com tristeza, porque mesmo difíceis trouxeram-lhe lições, não é verdade?! Lições essas que o tornaram mais forte e que mesmo essas aprendizagens transformaram a sua vida.

E agora para Si, desejo de coração que neste Novo Ano, a sorte esteja no seu lado no que mais é importante na sua vida, que os medos nunca o (a) desviem dos seus sonhos, e que as boas energias, a fé e a esperança o(a) acompanhem os 365 dias. Que no final de 2018, consiga frutos. Não importa se não conseguir alcançar todos, se pelo menos um for atingido, verá que o fará imensamente feliz! Que o presente texto, seja o inicio da inspiração para um novo rumo na sua vida. Estou a torcer na linha da frente por Si!

BOM ANO!

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

29 Junho 2018

Gente sem pó

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.