Correio do Minho

Braga, sábado

- +

A Liberdade de Escolha

O Movimento Escutista Mundial (IV)

Ideias

2020-04-27 às 06h00

Joaquim da Silva Gomes Joaquim da Silva Gomes

A crise sanitária e, consequentemente, económica que nos tem afetado, implicará uma reflexão e todos teremos necessidade de rever as nossas prioridades e opções, em vários aspetos da vida. Um deles prender-se-á com as férias que se aproximam. Atendendo à crise que se abateu no setor da restauração e da hotelaria, começam a surgir vários apelos para que os portugueses optem por fazer férias dentro do país, para que dessa forma possamos contribuir para a recuperação económica de um setor fundamental da nossa economia e responsável por cerca de 20% da riqueza nacional.
Há um ano, precisamente em abril, havia em Portugal um milhão e cinquenta mil trabalhadores no setor do turismo, representando 21,8% dos assalariados do país. Já o contributo total estimado na economia, proveniente das atividades turísticas, foi de 19,1%.

Em 2019 foram 26,9 milhões os hóspedes que ficaram alojados nas unidades hoteleiras nacionais, sendo 16,3 milhões estrangeiros e 10,6 portugueses. Com a crise pandémica que nos afeta e com as incertezas quanto à recuperação deste importante setor económico, surgem as campanhas de reativação do turismo, que deve ter também uma grande ajuda dos portugueses. A crescente chegada de turistas ao nosso país levou a que os preços aqui praticados fossem acessíveis para os estrangeiros e menos para os portugueses.
Numa pequena pesquisa por sites de reservas de alojamento turístico para 2020, conseguimos facilmente comparar os preços praticados nas principais cidades europeias. Concretamente, se um casal optar por reservar alojamento por um dia (de 1 para 2 de agosto de 2020) numa rede de hotéis de dimensão média (4 estrelas), temos os seguintes dados:
Na capital da Alemanha (Berlim), o preço para um quarto na data referida, no Novotel Berlin Mitte, é de 173€ e no Mercure Hotel Berlin am Alexanderplatz, é de 133€. Recordo que, em 2020, o ordenado mínimo na Alemanha é de 1.584,00€ mensais.

Na capital da Áustria, em Viena, o preço de um quarto, para um casal, na data referida, no Hotel Mercure Wien Zentrum, é de 189€ e no Grand Hotel Biedermeier Wien é de 188€. De referir que na Áustria o salário mínimo não está instituído, mas o médio mensal ronda os 1.900,00€.
Na capital da Bélgica (Bruxelas) o alojamento num quarto, para um casal, na data referida, no Novotel Brussels City Centre, é de 171€ e no Hotel Mercure Brussels Centre Midi, é de 157€. Recordo que o ordenado mínimo na Bélgica é de 1.593,81€ mensais.
Na capital da Espanha (Madrid) um quarto para duas pessoas, no mesmo dia de agosto é o seguinte: no Mercure Madrid Plaza de Espana, é de 164€ e no Novotel Madrid City Las Ventas, é de143€. Recordo que o ordenado mínimo na Espanha é de 1.050,00€ mensais.

Já em Barcelona, no Mercure Barcelona Condor é de 194€ e no Novotel Barcelona Sant Joan Despi é de 179€.
Na capital da Grécia (Atenas) um quarto para duas pessoas, no mesmo dia de agosto, o preço é o seguinte: no Novotel Athens, é de 152€ e no Athenaeum Eridanus Luxury Hotel, o preço é de 102€. Recordo que o ordenado mínimo na Grécia é de 758,3€ mensais.
Na capital de Itália (Roma) o preço para um quarto de casal no dia no Novotel Roma, é de 180€. Já em Milão, no Novotel Milano Linate é de 118€. O salário médio na Itália é de 1.559,3€.
Na capital dos Países Baixos (Amesterdão), o valor é de 134€ no Novotel Amsterdam City. O salário mínimo dos países Baixos é de 1.635,6€.

Havendo em Portugal um ordenado mínimo cerca de 2 a 2,5 vezes mais baixo que o dos países referidos (635€ é o valor do salário mínimo em Portugal) os preços deste tipo de hotéis deveriam ser também 2 a 2,5 vezes mais baixos, rondando os 60 ou 65€. No entanto, na generalidade dos hotéis portugueses, os valores praticados rondam os mesmos valores dos seus congéneres europeus. Por exemplo, no Sana Reno Hotel, em Lisboa, o valor é de 169€; no TRYP Lisboa Aeroporto Hotel, o valor é de 144€ e no Novotel Lisboa, o valor é de 146€. Já no Porto, no Mercure Porto Centro Hotel, o valor é de 153,9€. 
Em Portugal, em hotéis junto à orla marítima, em Vilamoura, por exemplo, no Vila Galé (4 estrelas), um quarto standard com vista para o mar, para uma noite de 1 a 2 de agosto, o preço é de 207€. Em Albufeira (Algarve), no Hotel Sol e Mar (4 estrelas), um quarto duplo com varanda, para uma noite, de 1 a 2 de agosto, o preço é de 260€. Já em Sevilha, um quarto duplo com terraço, para uma noite, de 1 para 2 de agosto, para duas pessoas, no Hotel Macià Sevilla Kubb (4 estrelas) o preço é de 85€.

Recordo que os preços dos hotéis acima mencionados foram consultados no mesmo dia (7 de abril de 2020) e são todos de categoria idêntica (4 estrelas), para a data de 1 para 2 de agosto. Uma vez que, em muitos casos, há a necessidade de usar transporte próprio para a deslocação de férias, apresento a comparação com o preço do litro de gasolina. Assim, em Portugal, esse valor é de 1,26€; na Áustria é de 1,04€; na Bélgica, é de 1,15€; na Alemanha é de 1,16€ e na Espanha é de 1,1€.
Como verificamos, dos países acima referenciados, Portugal é o país que tem o salário mínimo mais baixo da Europa, e com uma diferença muito acentuada, mas os preços aqui praticados são ao nível dos países com mais poder económico na Europa.

Assim, na campanha de promoção do turismo nacional, que irá ser efetuada brevemente, tudo deve ser levado em conta, para que os portugueses possam desfrutar de férias no seu próprio país e possam usufruir o que de mais belo aqui existe. Refiro-me a aprazíveis cidades, a excecionais monumentos e museus, a extraordinárias praias, a paisagens naturais das melhores do velho continente e, principalmente, ao bom acolhimento, tão caraterístico dos portugueses.
Como refere a escritora brasileira Zibia Milani Gasparetto, “A cada novo minuto você tem a liberdade e a responsabilidade de escolher para onde quer seguir mas é bom lembrar que tudo na vida tem seu preço”. No caso das férias que se aproximam, a liberdade de escolha cabe a cada um, tal como o preço dessa escolha.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho