Correio do Minho

Braga, sábado

- +

A juventude, a agricultura e o mundo rural

Tão só curiosidades

Escreve quem sabe

2016-04-17 às 06h00

Manuel Barros Manuel Barros

Vivemos num mundo global de oportunidades, que passa muito para além das nossas fronteiras territoriais e civilizacionais, tal como em contextos anteriores, mais prósperos ou mais recessivos. Novos modelos de crescimento que implicam um novo paradigma económico, em que os futuros sistemas de desenvolvimento impõem uma nova atitude, e pressupõem dinamismos sociais inovadores. Um contexto a que os jovens estão a responder, afirmativamente, aos desafios que lhe são colocados, nas suas mais adversas circunstâncias.
A promoção da empregabilidade será, a rede estruturante deste novo ecossistema, que reivindica ideias novas e visionárias, novos enquadramentos empresariais e, a divulgação das boas práticas da indústria, do comércio, dos serviços e do setor social, em que a agricultura e o território rural se assumem como janelas de oportunidade, que se devem voltar a abrir, com os horizontes da sociedade do conhecimento e da modernidade.
Horizontes abertos pela “economia verde”, que Gunter Pauli definiu como a economia do presente, em contraponto com a “economia azul”, baseada na riqueza gerada pelos oceanos, que considera a do futuro. Áreas em que o nosso país tem muitas potencialidades e recursos. Terrenos férteis disponíveis, florestas com grande potencial, e um território marítimo de grande, dimensão onde temos vindo a dar passos significativos aos mais diversos níveis, a avaliar pelas iniciativas, que têm sido realizadas, e devem merecer a nossa atenção.
Uns mais próximos e outros menos visíveis. Fixando-nos na agricultura e no mundo rural podemos destacar, o projeto “À Descoberta do Mundo Rural”, implementado para promover iniciativas de desenvolvimento local em meio rural, consideradas boas práticas ao nível da valorização das memórias, da história e dos recursos (naturais, culturais, humanos, materiais e imateriais) disponíveis no território.
O “Programa Novos Povoadores”, é outra resposta com sucesso, com mais de 600 famílias, a manifestarem interesse em instalar os negócios da moda, turismos rurais, agricultura biológica ou frutos vermelhos. Afirmando que a baixa densidade não é uma coisa negativa, mas deve afirmar uma nova ruralidade, que traz consigo uma dose reforçada de inovação e de modernidade, orientada para adequar as competências dos empreendedores, com as actuais oportunidades de mercado. De acordo com Frederico Lucas, responsável pelo programa, a nova ruralidade traz consigo uma dose reforçada de inovação e de modernidade. Reafirmando Augusto Mateus, ex-Ministro da Economia, que as “aldeias para vingarem, têm de inovar. A inovação não é um exclusivo das grandes cidades, e as aldeias que forem apenas aldeias não têm futuro”.
Esta organização promoveu em março, um debate subordinado ao tema 'O que fazer com o país das aldeias?', no auditório da Casa da Música da Bendada. Uma aldeia encravada na serra, onde se pensou o futuro, e a desertificação com o ‘acento tónico’ nas aldeias. Contou com a presença do Ministro da Agricultura, Capoulas Santos, que afirmou que “não há desenvolvimento das zonas rurais, aldeias habitadas e não teremos um território ocupado sem uma agricultura forte”. O Secretário da Estado da Indústria, que também marcou presença, defendeu que os jovens empresários têm um grande respeito pela natureza e pelo mundo rural, que se espelha na mobilidade turística e empresarial e na necessidade de virem para as serras e para as aldeias. Enaltecendo o facto de este encontro, desenvolver a reflexão sobre a desertificação, com o ‘acento tónico’ nas aldeias.
A AGRO - Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação, é outro evento da iniciativa do Município da Braga, organizada pela InvestBraga, que merece destaque, neste contexto. Naquela que foi a 49ª edição da feira, reuniu um total de 250 expositores, e é considerada a melhor e maior feira do setor do Norte de Portugal. Reforçou o programa de seminários e conferências a pensar nos profissionais do setor, em que as atividades, as potencialidades da região e o empreendedorismo para a agricultura, estiveram em destaque. Este ano, reforçado por um vasto programa de seminários e conferências, dedicadas aos profissionais do setor, onde os jovens agricultores, puderam participar num workshop, subordinado ao tema “Como criar um negócio de sucesso”.
Mais recentemente, o Município de Ponte de Lima relançou o “Prémio de Empreendedorismo Agrícola e Desenvolvimento Rural”, que contempla várias áreas que sejam ambientalmente sustentáveis, para a promoção da inovação e da atitude empreendedora dos empresários agrícolas. A motivação dos jovens para o setor, foi outro dos propósitos desta iniciativa, valorizando os produtos endógenos, e as áreas de cariz rural com impacto para a economia, vincada pelo protocolo assinado, com a Direção Geral de Agricultura a Desenvolvimento Rural, para a dinamização da Bolsa Nacional de Terras.
A especificidade, o grau de tecnicidade mais exigente, a complexidade científica, o conhecimento dos modelos de gestão e o processo político, caraterizam a ordem emergente. Os territórios de baixa densidade não têm oportunidades de emprego e a agricultura, ainda não é, suficientemente atraente. Inverter este ciclo passa por captar empreendedores capazes de transferir para o território rural as atividades, tradicionalmente urbanas de valor acrescentado.
No futuro próximo, a avaliar por estes sinais do presente, vamos ter que responder neste setor, com as oportunidades que forem de criadas e com o conhecimento, que acumulamos e investimos nas novas gerações.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

21 Fevereiro 2020

O desasado

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.