Correio do Minho

Braga,

- +

A incessante generosidade das comunidades portuguesas em tempo de coronavírus

A União Monetária Europeia pós-pandemia: interrogações

A incessante generosidade das comunidades portuguesas em tempo de coronavírus

Escreve quem sabe

2020-06-28 às 06h00

Daniel Bastos Daniel Bastos

Nestes tempos difíceis que todos atravessamos, devido aos efeitos da pandemia de coronavírus que gerou num curto espaço de tempo uma crise socioeconómica mundial sem preceden- tes, a generosidade das comunidades portuguesas tem sido a todos os títulos notável e inspiradora.
Uma generosidade que perpassa a geografia universal das várias comunidades lusas, e que se revela fundamental para mitigar o espectro de desemprego, as perdas de rendimento e as grandes dificuldades de vida que bateram à porta de muitos compatriotas.

Os exemplos deste sentimento coletivo de solidariedade são muitos e variados. Na semana passada, por exemplo, a comunidade portuguesa em Paris, seguramente, a maior comunidade lusa no estrangeiro, recolheu através da iniciativa “Todos juntos” da Rádio Alfa, a emissora mais popular dos portugueses na capital francesa, dez toneladas de alimentos, 50 caixotes de roupa e mais de 10 mil euros em donativos para ajudar compatriotas que neste momento sofrem os efeitos da covid-19 na região de Paris.
Por esta altura, mas em Toronto, a maior cidade do Canadá, onde reside uma das mais dinâmicas comunidades portuguesas da América do Norte, uma outra relevante plataforma de comunicação social lusa. Designadamente, a MDC Media Group, presidida pelo comendador Manuel da Costa, um dos mais ativos e beneméritos empresários luso-canadianos, que incorpora órgãos de informação como o jornal Milénio Stadium, as revistas Amar e Luso Life, e a Camões Rádio e TV, encontra-se a promover a recolha de alimentos para entregar no Food Bank of Canada.

Ainda na América do Norte, mais concretamente em Newark, Nova Jérsia, onde vive uma das maiores comunidades portuguesas nos Estados Unidos, o Sport Club Português de Newark, um dos mais antigos e dinâmicos dos EUA, tem presentemente através dos seus dirigentes colaborado regularmente na distribuição de caba- zes por várias famílias luso-americanas.
Estes exemplos de generosidade, e muitos outros que estão atualmente a ser dinamizados no seio das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo, provam que a pandemia de coronavírus não impede a solidariedade, antes pelo contrário, e que todos nós podemos contribuir, na medida das nossas possibilidades e disponibilidade, para o bem comum.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

27 Setembro 2020

“Com certeza que não”

27 Setembro 2020

Personalidade e carater

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho