Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +

A epistolografia como fonte documental

Regionalização e representação territorial

A epistolografia como fonte documental

Voz às Bibliotecas

2019-10-10 às 06h00

Carla Araújo Carla Araújo

“A palavra epístola, do grego antigo significa ordem ou mensagem e, pelo latim, possui significado semelhante à carta ou mensagem escrita. Usamos esse termo para denominar os textos escritos em forma de carta, seja com objetivo ou não de ser enviada ou obter respostas. Quando reunidas, as cartas de determinado autor, podem ser publicadas pelo seu interesse histórico, literário, institucional ou ainda documental. Quando isso acontece, são chamadas de Correspondências e, no decorrer da obra, apresentam comentários que esclarecem questões como a época e o ambiente em que ocorreram as situações expostas nas epístolas.”
É desta forma que a autora Natália Petrin define a epistolografia. Ora, considerando a relevância destas importantes fontes documentais, muito recentemente teve lugar na sala da Assembleia Municipal da Câmara de Vila Nova de Famalicão, o lançamento do 2.º volume da correspondência de José de Azevedo e Menezes, o escritor e genealogista famalicense, senhor da Casa do Vinhal. A obra abarca os temas da política, cultura e cidadania versados nas cartas endereçadas a José de Azevedo e Menezes entre 1872 e 1927.

Este volume, editado pela Húmus, com o apoio editorial da Câmara Municipal, vem juntar-se ao 1.º volume da “Correspondência de José de Azevedo e Menezes (1878-1933): Camilo Homenageado”, cumprindo-se, assim, mais uma etapa do projeto editorial do Arquivo Municipal Alberto Sampaio dedicado à publicação da correspondência deste ilustre famalicense.
A obra “Correspondência de José de Azevedo e Menezes (1872-1927): Política, Cultura e Cidadania”, com introdução, leitura e notas de Emília Nóvoa Faria e prefácio de Luís Ferraz, embaixador de Portugal no Reino da Arábia Saudita, reúne trezentas e doze cartas escritas por cento e três remetentes, entre os quais se encontram nomes de influentes personalidades da época, como Bernardo Correia de Melo (conde de Arnoso), Eugénio de Castro, Francisco de Aguilar (conde de Samodães), Gonçalo Sousa e Menezes (conde de Bertiandos), Gonçalves Crespo, Hintze Ribeiro, Jacinto Cândido, João Franco, Júlio Brandão, Lino Neto, Luís de Magalhães, Martins Sarmento, Oliveira Martins, Pinho Leal e Santos Viegas.

O lugar especial na memória coletiva de Vila Nova de Famalicão, ocupado por José de Azevedo e Menezes, é o resultado do seu desempenho social, cultural e político de grande relevância no concelho de Vila Nova de Famalicão.
Dos muitos factos e acontecimentos relatados nas cartas trazidas agora a público, na sua maioria enriquecidas com interessantes notas à margem, redigidas a partir de notícias da imprensa local e nacional da época e/ou de outros documentos, é de salientar o Plano Geral de Melhoramentos no Concelho de Vila Nova de Famalicão, apresentado por José de Azevedo e Menezes, em Maio de 1896, no início do seu mandato como Presidente da Câmara Municipal.

Este notável documento, transcrito integralmente no final deste segundo volume da correspondência, permite aquilatar da craveira intelectual e política do seu autor. Com este e outros legados, José de Azevedo e Menezes deixou, ao longo da sua vida, uma marca indelével na história da comunidade do concelho de Vila Nova de Famalicão.
Assim, num tempo em que a escrita de cartas vive um processo de acelerada mutação, as trocas de correspondência em papel, manuscritas com caligrafia cuidada e cunho muito pessoal, protegidas por envelopes e utilizando os circuitos postais tradicionais, tem, infelizmente, os seus dias contados.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Bibliotecas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.