Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

A avaliação pedagógica...

COVID-19: Sabe o que mudou nos critérios de Cura?

A avaliação pedagógica...

Ensino

2020-09-30 às 06h00

João Graça João Graça

Com a publicação do Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade Obrigatória e, posteriormente, com os Decretos-Lei 54 e 55 de 2018 deu-se início a um processo de transformação da escola portuguesa. É evidente que tanta legislação e intenções conferem descrença numa real mudança, já que assistimos, tantas vezes, a cenários similares. E, efetivamente, no passado pouco aconteceu. Esperamos mais do mesmo?!
Não, a escola está a mudar!
Tem sido um trabalho exigente, que imensas horas tem consumido à nossa escola no sentido de garantir uma verdadeira avaliação pedagógica.
Há, claramente, uma rutura com o passado, em que a avaliação se assumia como normativa, comparava os alunos tendo como referência as classificações atribuídas e todo o trabalho desenvolvido pelos alunos era expresso num número, onde a comparação das aprendizagens era a matriz assumida.
Este é um modelo ultrapassado que não se adequa a um aluno do século XXI, a quem se exige aquilo que muitos designam de “softskills” essenciais para vingar num mundo efémero, em permanente mutação.
Pelo contrário, num modelo criterial, a comparação das aprendizagens e das competências dos alunos faz-se segundo determinados parâmetros, sendo que os alunos tomam consciência do seu “estado” de aprendizagem, num processo de permanente retorno e interação entre professor e aluno.
É este processo de mudança cultural que está a decorrer nas escolas e que importa que a sociedade assimile, para uma verdadeira concretização desta reforma que urge acontecer.
O projeto MAIA, monitorização, acompanhamento e investigação em avaliação pedagógica, permitiu o desbloqueio de conceções, no concernente à avaliação das aprendizagens dos alunos, permitindo uma reflexão efetiva sobre as práticas dos docentes, avaliação formativa/sumativa, técnicas e instrumentos de avaliação. Quando integrarmos o projeto, assumimos um momento de mudança na forma de fazer escola, de fazer avaliação. E esta é uma escola que entrecruza os seus projetos e os seus clubes no currículo. A escola, a aprendizagem não são uma amálgama de disciplinas, de projetos, de clubes… São um todo!
Esta conjugação de sinergias exige projeção, organização, colaboração, sistematização, em que as partes se articulam e garantem que as aprendizagens se formalizarão num processo de construção efetivo do currículo.
Os clubes e projetos assumem um papel ativo na implementação de novos ambientes de aprendizagem, assumidamente inovadores e que garantem a articulação entre os Departamentos e os Conselhos de Turma na estruturação e consecução das suas atividades para a concretização do currículo. Assim, pretende-se que os referidos clubes e projetos se libertem do conceito de “fazedores de atividades extracurriculares” para concretizadores do currículo.
Dando sequência à implementação de novas abordagens pedagógicas, assentes na tecnologia e na promoção de ambientes de aprendizagem inovadores, a Escola Secundária de Vila Verde assumiu um compromisso, formalizado em protocolo, com a Universidade do Algarve, no sentido de garantir a utilização do software Milage Aprender +, que promoverá o aprofundamento de conhecimentos na área do saber científico, técnico e tecnológico; e desenvolver nos alunos competências na área do relacionamento interpessoal num contexto de colaboração, cooperação, interajuda e entreajuda.
Continuamos na senda de fazer Escola com Todos!

Deixa o teu comentário

Últimas Ensino

18 Outubro 2020

A mulher de Ferreiros

09 Outubro 2020

Quem não se sente...

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho