Correio do Minho

Braga, quarta-feira

68% dos portugueses têm falta de dentes...

Sem Confiança perde-se a credibilidade

Ideias

2017-11-13 às 06h00

Paulo Monteiro

Sessenta e oito por cento dos portugueses têm falta de dentes naturais e destes quase 30% têm falta de seis ou mais dentes, o que afecta inevitavelmente a capacidade de mastigar. A isto acresce que mais de 57% dos portugueses que têm falta de dentes naturais não tem nada a substitui-los. Estes e outros números podem ser consultados no Barómetro de Saúde Oral de 2017.

O estudo, e segundo palavras do bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas, Orlando Monteiro da Silva, “mostra uma evolução positiva que é de saudar” mas há ainda muita coisa para fazer, uma vez que “há quase 42% de portugueses que não visitam o médico dentista há mais de um ano”, sendo que o estudo também mostra que ainda há 27% de portugueses que nunca visitam o médico dentista ou que só o fazem em caso de urgência.

No estudo ficamos também a saber que 6,2% dos portugueses não têm dentes naturais e dentro deste número há mais mulheres que homens.
Uma outra realidade do barómetro mostra um país a duas velocidades, em que quem tem capacidade financeira tem acesso à medicina dentária e quem não tem capacidade financeira é excluído. É aqui que surgem as desigualdades e que têm de ser combatidas. O próprio bastonário afirma que é decisivo integrar mais médicos dentistas nos centros de saúde e nos hospitais “e estabelecer um acordo entre o Estado e os consultórios e clínicas privadas para o financiamento de consultas de saúde oral”.

Têm, de facto, que ser dados passos nesse sentido pelo Estado, já que várias autarquias implementaram programa de saúde oral. Braga, aliás, é exemplo disso através do programa ‘Braga a sorrir’. Um programa já com mais de 12 mil consultas realizadas e mais de 300 reabilitações orais...

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.